AO VIVO Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Meio ambiente: proteção é prioridade, mesmo às custas de perda de emprego

No Brasil, 79% da população diz que meio ambiente deve ser prioridade, mesmo que isso cause a perda de alguns empregos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A maior parte dos brasileiros (79%) acredita que o meio ambiente deve ser prioridade, mesmo que isso cause um crescimento econômico mais lento e a perda de alguns postos de trabalho.

Assim, segundo informa pesquisa da Pew Research Center, o Brasil ocupa o 4º lugar do ranking entre 25 nações cuja maior parcela da população concorda com tal medida, sendo que apenas 20% afirmam discordar.

Outros países

Ainda de acordo com o estudo da Pew Research Center, o país com maior percentual de pessoas que concordam que proteger o meio ambiente deve ser prioridade, mesmo tendo como consequência um desenvolvimento econômico mais lento e a perda de alguns postos de trabalho é a Índia, com 84% das respostas. Em seguida, estão China (82%), Quênia (82%), Alemanha e Coreia do Sul (ambas com 77%).

Aprenda a investir na bolsa

Já entre os que mais desaprovam tal atitude, estão a Jordânia, com 39% de aprovações e 58% de desaprovações, e a Indonésia, com 47% e 50%, respectivamente.

No que diz respeito aos outros países da América Latina que participaram do levantamento, a conclusão foi a seguinte: no México, 56% das pessoas acreditam que a proteção ao meio ambiente deve prevalecer, enquanto 35% têm opinião contrária; e na Argentina os números são de 73% e 20%, respectivamente.

O mercado de trabalho e a sustentabilidade

De acordo com o líder das divisões de Negócios Hays Procurement e Hays Logistics, Rodrigo Soares, o tema meio ambiente e sustentabilidade está cada vez mais presente no mercado de trabalho, inclusive em entrevistas de emprego.

De modo geral, especialistas abordam o compromisso do candidato com o desenvolvimento de processos e de fornecedores no médio e longo prazos, além do impacto ambiental, mas não é só isso.

“Queremos entender se a atuação do seu trabalho é ecologicamente correta, economicamente viável, socialmente justa e culturalmente aceita (…) As empresas estão cada vez mais interessadas em entender como o candidato enxerga a sustentabilidade em suas mais diversas formas: ambiental, financeira, de imagem e do negócio”, afirma.