Brasil

Medo do desemprego aumenta entre os brasileiros

O aumento no medo do desemprego foi comum à maioria das regiões brasileiras, exceto o Nordeste

arrow_forwardMais sobre
Desempregado
Pessoa desocupada

SÃO PAULO – Os brasileiros estão com mais medo de perder o emprego. É o que revela o IMD (Índice de Medo do Desemprego) realizado e CNI (Confederação Nacional da Indústria) nesta terça-feira (2).

Em junho, o indicador teve alta de 3,3% na comparação com março deste ano. Já na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve queda de 4,6%. No sexto mês do ano, o indicador chegou a 71,3 pontos.

O medo é maior entre as famílias que têm renda superior a dez salários. Neste caso, o indicador ficou em 76,7 pontos. Em seguida aparecem as famílias com renda de cinco a dez salários, com 71,8 pontos. O menor indicador é apresentado pelas famílias que ganham até um salário, com 69,5 pontos.

PUBLICIDADE

O estudo revela ainda que os homens têm mais medo que as mulheres em relação a perder o emprego, com indicador de 72,4 pontos, contra 70,2 pontos.

Região
Por região, os dados revelam que o aumento no medo do desemprego foi comum à maioria das regiões brasileiras, exceto o Nordeste, cujo índice registrou queda de 1,1%.

O maior aumento do medo do desemprego foi registrado na região Norte/Centro-Oeste. O IMD da região cresceu 13,2% e alcançou o maior valor entre as regiões.