Medo do desemprego aumenta entre os brasileiros, revela pesquisa

Levantamento da CNI revela que entre setembro e dezembro, o medo do desemprego registrou crescimento de 3,7%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O brasileiro está com mais medo de perder o emprego, segundo aponta o Índice de Medo do Desemprego calculado pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) e divulgado nesta terça-feira (13).

Entre setembro e dezembro, o medo do desemprego registrou crescimento de 3,7%, o que fez com que o índice atingisse 81,6 pontos. Na comparação com o último mês do ano passado, o indicador teve alta de 2,9%.

De acordo com a pesquisa, apesar da alta, “o brasileiro continua seguro de que o desemprego não irá afetá-lo nem a sua família”, destaca o estudo.

Aprenda a investir na bolsa

O economista da CNI, Marcelo Azevedo, explica que como o índice em setembro estava em um patamar muito baixo, a expectativa era de que voltaria a crescer.

Em relação aos próximo meses, ele explica que se o cenário econômico mundial adverso permanecer, a tendência é de que o medo do desemprego continue a aumentar. “Na próxima pesquisa, a ser divulgada em março, nossa expectativa é de que o índice cresça novamente”, diz.

Muito ou pouco medo
Ainda de acordo com o estudo, o percentual de pessoas que disse não estar com medo do desemprego foi de 57,7% em dezembro. O número é um pouco maior do que o apurado na pesquisa anterior, de setembro, de 57%.

Já os que afirmaram estar com muito medo do desemprego e os que responderam estar com um pouco de medo corresponderam a 19,2% e 23,1% dos entrevistados, respectivamente. No nono mês de 2011, estes percentuais eram de 12,8% e 30,2%, nesta ordem.

Sobre a pesquisa
O levantamento da CNI é feito trimestralmente a partir de pesquisa de opinião pública de abrangência nacional. O atual estudo foi realizado entre 2 e 5 de dezembro de 2011.