Média gerência têm mais influência no desempenho de empresas, diz pesquisa

Criatividade e experiência na inovação de projetos são as características que definem o perfil destes profissionais

SÃO PAULO – Os executivos de média gerência costumam ter mais importância no desempenho das empresas do que se possa imaginar. Ao menos é isto o que aponta um recente estudo elaborado pelo pesquisador Ethan Mollick, da escola americana Wharton School of Management.

De acordo com o levantamento, tais profissionais facilitam o desempenho das organizações na área criativa, onde atuam em processos inovadores por meio de conhecimentos específicos do setor. Com isso, o papel de tais indivíduos nas empresas costuma ser superior ao esperado.

A pesquisa revelou ainda o panorama da indústria de jogos para computadores nos Estados Unidos. Na ocasião, os produtores de games foram classificados como média gerência e os designers como inovadores – já que a criação de jogos vem destes profissionais.

PUBLICIDADE

Comparativo
A análise incluiu mais de 900 profissionais e apontou os resultados das empresas do setor, bem como as críticas sobre os games. Em suas descobertas, Mollick demonstrou que os produtores – média gerência – eram os responsáveis por 24,1% do faturamento dos jogos e por 18,6% das boas avaliações dos críticos.

Em contrapartida, os designers tiveram uma importância inferior para o desempenho das organizações, representando 6,3% do faturamento e 14,2% das boas avaliações. Já o papel dos executivos também surpreendeu, sendo tais profissionais os responsáveis pelo menor peso nos ganhos obtidos com a venda de jogos: 5%.

A explicação para tal cenário, segundo Mollick, é simples: “os profissionais de média gerência possuem a capacidade de transformar as boas ideias dos inovadores em um projeto realista”, explica. Para ele, se uma empresa possui um ótimo designer e um produtor mediano, ela não conseguirá garantir um produto de qualidade.