MBA com vivência internacional: veja para quem é indicado este curso

Como o MBA realizado no Brasil, o internacional é indicado para quem já possui vasta experiência no mercado de trabalho

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Não é apenas porque chegou a um posto alto no trabalho que você deve esquecer de algo essencial para a carreira: atualização. Existem cursos que ajudam os brasileiros a alcançarem esta meta e uma boa opção pode ser um MBA (Master Business Administration) com vivência internacional.

Um módulo deles é realizado em outro país, o que propicia ao executivo uma maior percepção das empresas no Brasil e no cenário internacional. O participante ainda desenvolve a capacidade de análise e visão estratégica, abrangendo a empresa e o ambiente externo.

Enfim, dentre as vantagens estão a atualização, a prática de um outro idioma e a vivência em uma outra cultura, o que comprova a capacidade do profissional em lidar com um ambiente totalmente diferente daquele a que está acostumado.

Para quem é indicado?

Aprenda a investir na bolsa

Como qualquer MBA realizado no Brasil, o internacional é indicado para profissionais que possuem mais experiência no mercado de trabalho: diretores, gestores e executivos em geral são o público alvo.

“Uma pesquisa da Datafolha apontou que 74% dos gestores consideram que o momento ideal para um profissional cursar um MBA é quando ele atinge o nível gerencial de uma empresa”, explica o sócio da Steer Recursos Humanos, Ivan Witt.

Além da vivência, também são feitas outras exigências para o ingresso, dentre elas falar inglês fluente e ainda ser graduado. Em alguns casos, é necessária experiência de 10 anos, após formação no 3º grau, ou de cinco anos no nível gerencial.

Cursos no exterior

A Trevisan Escola de Negócios oferece este tipo de MBA, mas com apenas um módulo no exterior, que abrange duas disciplinas. A vivência na Suffok University (EUA – Boston) é opcional e inclui aulas e visitas monitoradas.

As principais vantagens do curso são o networking e a experiência profissional. O preço do MBA é de 24 vezes de R$ 650. Paga-se a parte a opção de realizar as duas matérias do exterior e o valor depende da quantidade de alunos.

A FIA (Fundação Instituto de Administração) também oferece o MBA Executivo Internacional, com valor à vista de R$ 54,420 mil (uma opção de viagem) ou R$ 61,120 mil (duas opções de viagem). Neste caso, é possível escolher entre três destinos: China, Europa ou EUA.

PUBLICIDADE

Entre os objetivos do curso está estimular nos participantes a capacidade de liderar processos de mudança e atingir resultados. Permite desenvolver a auto-confiança e a capacidade de assumir responsabilidades. Num período de 18 meses, são abordados conceitos com base em casos reais.

Escolha do curso

Antes de optar por realizar um MBA, principalmente o internacional, uma vez que demanda um investimento alto, veja algumas dicas abaixo:

  • Tenha em mente qual o seu objetivo na carreira. “Todo profissional deve ter um plano de carreira. Então, a escolha do MBA precisa passar pelo que a empresa espera de você e pelo que você espera. Por isso, não deixe de colocar no papel seu plano de carreira”, adverte a consultora do Career Center, Cássia Lourenci.

  • Escolha a área em que não tem muita habilidade. “A maioria dos profissionais tem o hábito de fazer MBA na própria área, o que agrega pouco. Não que seja ruim, mas agrega muito pouco”.
  • Atente à escolha da instituição. Analise a grade curricular dos cursos selecionados. Visite as instituições e busque referências. Avaliar o histórico dos docentes também pode ajudar.
  • Por fim, atente aos pré-requisitos para entrar no curso e veja se tem seu perfil. Alguns cursos com módulo internacional exigem fluência no idioma do país de destino. Sem ela, esqueça, pois dificilmente conseguirá cursar o módulo.