AO VIVO Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Analisando ações: como fazer trades se você tem pouco tempo para operar

Massa de rendimentos do brasileiro deve desacelerar para 3,7% este ano

De acordo com dados da Tendências Consultoria, em 2008, a massa de rendimentos aumentou 7%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A massa de rendimentos deve crescer apenas 3,7% este ano, ante uma alta de 7% em 2008, segundo revelou a Tendências Consultoria Integrada.

Embora inferior a 2008, a taxa de crescimento é expressiva, tendo em vista a esperada queda do PIB (Produto Interno Bruto) de 0,6% neste ano. A massa de rendimentos deve ser puxada, segundo a consultoria, pela elevação do salário mínimo, dos benefícios previdenciários e também pela remuneração dos funcionários públicos.

O controle da inflação também é apontado como motivo para o aguardado crescimento da massa de rendimentos. Segundo a Tendências, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) deve fechar o ano em 4,2%.

Classes sociais

Aprenda a investir na bolsa

A diminuição no ritmo de crescimento da massa de renda deve ser generalizada entre as classes sociais brasileiras.

Na A, que abrange famílias com rendimento mensal acima de R$ 9.630, a massa de rendimentos passará de um aumento de 11,8% em 2008 para 4,6% neste ano. O maior crescimento será na classe B (4,9%), que possui renda mensal entre R$ 3.000 e R$ 9.630.

A classe C (renda entre R$ 1.250 e R$ 3.000) deve apresentar alta de 3,4%, seguida pela DE (renda até R$ 1.250), com alta de 1,7%, impulsionada principalmente pelo aumento das transferências governamentais, como o Bolsa Família.