Mal colocado no mercado de trabalho? Problema pode ser local onde você está!

Será que sua cidade lhe proporciona oportunidade de trabalho: está muito saturado ou não tem vagas?

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na vida profissional, é preciso ter ousadia e uma pitada de coragem. Sem estes dois temperos, pode ser que você fique no subemprego o resto da sua vida. No entanto, este quadro pode ser mudado, desde que você reflita bastante sobre o local onde mora.

Quantos graduados em psicologia não estão em cidades como São Paulo e Porto Alegre? É claro que existem muitos, já que diversas empresas com vagas para esta profissão estão nestes locais. Este é somente um dos exemplos de como o local em que se mora pode interferir na vida profissional.

Poucas oportunidades

Enquanto um psicólogo pode encontrar grandes oportunidades em centros urbanos, já que diversas clínicas e empresas estão localizadas nestes locais, seria fácil para um dentista, por exemplo, encontrar oportunidades no interior.

Aprenda a investir na bolsa

Isso porque todas as pessoas precisam tratar da saúde bucal, o que mostra que se este profissional ficar numa cidade em que existem consultórios a cada esquina pode se dar mal. Então, o melhor é buscar novas alternativas, em outras cidades.

Problema pode ser sua cidade

Estes exemplos ilustram como o local onde a pessoa mora interfere na carreira. O sucesso profissional é a reunião de esforço, tido com aprendizado e atualização constante, adicionado à oportunidade que o mercado de trabalho oferece.

Se suas condições financeiras não lhe garantem muito aprendizado por meio de cursos e estudos mais aprimorados, o melhor é correr atrás das oportunidades, que aumentam se você está no local certo. Diante disto, pense na realidade da sua profissão e onde ela está crescendo. Converse com especialistas.

Mudança pode ser difícil

É claro que mudar e deixar para trás a família e amigos pode ser difícil, mas pense que sem a mudança você pode ficar mal colocado e insatisfeito o resto da vida. É preciso ter coragem para isso, e noção sobre se a mudança trará realmente resultados pelo esforço que será feito.

Se a pessoa é casada e o parceiro trabalha, a situação piora ainda mais. Por isso, além da questão profissional, é preciso analisar financeiramente e emocionalmente, o que refletirá em sua qualidade de vida. Pense em tudo isso e boa sorte!