Legislação

Mais de 30 mil trabalhadores farão cursos para receber seguro-desemprego

A capacitação proposta poderá facilitar o retorno do profissional ao mercado de trabalho e cumpre a Lei do Seguro Desemprego

(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO – Um levantamento divulgado pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) revelou que 23.665 trabalhadores estão pré-matriculado e mais de 10,6 mil matriculados nos cursos de capacitação profissional em todo o Brasil. Estes profissionais são obrigados a fazer cursos para receber o seguro-desemprego. De acordo com a legislação, a obrigatoriedade é para aqueles que solicitaram mais de duas vezes o seguro-desemprego nos últimos 10 anos. 

O Mato Grosso é o estado com o maior número de adesão, com mais de 4.679 pré-matriculados e outros 3.444 já matriculados. Em seguida está o Ceará, com cerca de 2,6 mil profissionais pré-matriculados e 1,5 mil matriculados, e Minas Gerais, com 2,6 mil e 707, respectivamente.

O diretor do Departamento de Empregos e Salários do MTE, Rodolfo Torelly, conta que em parceria com o Ministério da Educação, o MTE está investindo na qualificação do profissional via o projeto em todo o território nacional. 

PUBLICIDADE

“Este novo programa governamental veio aprimorar o atendimento ao beneficiário do Programa Seguro Desemprego, que agora possui, além do pagamento do benefício, uma qualificação profissional que certamente o ajudará a retornar ao mercado de trabalho com maior rapidez, podendo inclusive, retornar em um emprego melhor, pois estará melhor capacitado”, disse.

A capacitação proposta poderá facilitar o retorno do profissional ao mercado de trabalho e cumpre a Lei do Seguro Desemprego que prevê a articulação entre o seguro e a intermediação da mão de obra.

Pronatec
O programa Bolsa-Formação Seguro Desemprego, integrante do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), oferece cursos de educação profissional técnica de nível médio e de cursos e programas de formação inicial e continuada de trabalhadores.