Mais de 10 milhões de trabalhadores receberam 2 milhões de ienes no Japão

De acordo com a Agência Nacional de Impostos, houve um acréscimo de 450 mil pessoas nessa faixa de renda

SÃO PAULO – Mais de 10 milhões de trabalhadores do Japão receberam salários anuais de 2 milhões de ienes ou menos no ano passado; 420 mil a mais do que em 2005.

No mesmo período, chegou a 2,4 milhões o total de pessoas que tiveram rendimentos anuais acima de 10 milhões de ienes, um acréscimo de 95 mil trabalhadores.

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (27) pela Agência Nacional de Impostos, essa é a primeira vez em 21 anos que o número de empregados com salários anuais de 2 milhões de ienes supera a marca dos 10 milhões.

Salário médio

O levantamento, realizado no setor privado, mostra ainda que, em 2006, os trabalhadores receberam, em média, um total de 4,35 milhões de ienes em salários, 20 mil ienes a menos do que no ano anterior.

Do total de empregados, 38,8% embolsaram mais de 3 milhões de ienes no ano passado; em 2005, eram 34,4%.

Entre os homens, 21,6% tiveram rendimento anual a partir de 3 milhões de ienes, o que representa um crescimento de 4,6 pontos percentuais em cinco anos. As trabalhadoras pertencentes a essa faixa de renda correspondem a 66%, um aumento de 2,3 pontos percentuais, na mesma base comparativa.