Maioria dos profissionais das grandes empresas trabalharão no fim de ano

Estudo revela que 64% dos contratados estarão no escritório entre o Natal e o Réveillon; percentual será menor nas MPEs

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma recente pesquisa da Regus aponta que a maioria dos profissionais brasileiros contratados por grandes corporações deverão trabalhar neste fim de ano. De acordo com o levantamento divulgado na quarta-feira (14), a estimativa é que 64% dos colaboradores consultados estejam no escritório no período que corresponde ao Natal e Réveillon.

“As empresas estão sofrendo uma enorme pressão para manterem um bom rendimento. Isso especialmente porque o mundo desenvolvido está passando por sérias dificuldades econômicas e os países em desenvolvimento estão lidando com o desafio do crescimento sustentável”, justifica o diretor geral da Regus Brasil, Guilherme Ribeiro.

Desta forma, fica mais fácil entender as razões de tantos profissionais estarem no escritório em um período normalmente dedicado ao convívio familiar. “As festas representam uma época especial na qual as pessoas podem se dedicar à família e aos amigos, mas nem todos aproveitarão tal período, pelo que podemos observar neste estudo”, comenta Ribeiro.

Aprenda a investir na bolsa

Tranquilidade nas MPEs
Tal situação, no entanto, não será tão corriqueira nas micro e pequenas empresas. Ao que parece, a tendência é que a proporção de funcionários escalados para cobrir o período em questão seja reduzida.

“As médias organizações deverão contar com 43% dos trabalhadores brasileiros nos escritórios, já as pequenas, com apenas 32%”, mostra a pesquisa da Regus.

No mundo
Globalmente a situação não será muito diferente, já que mais da metade dos profissionais (54%) também deverão trabalhar neste período de Festas, e isso apesar de quatro em cada dez deles acharem que tal atividade não será tão produtiva assim.

“Em uma escala mundial, os profissionais de pequenas empresas são os que possuem mais chances de estar no escritório no feriado de fim de ano, com 38% das menções dos entrevistados. Já nas médias empresas, tal percentual será de 42% – este, superior às grandes, que tiveram 41% dos votos”, revela o estudo.

A pesquisa
O levantamento da Regus consultou a opinião de 12 mil profissionais de 85 países do mundo para saber os planos destes trabalhadores para o fim de ano. No Brasil, o estudo avaliou a opinião de 523 pessoas da indústria e produção, de bancos, seguros, finanças, consultoria & serviços, varejo, saúde, TI, mídia e marketing.