para 2014

Maioria dos brasileiros prevê aumento salarial e bonificação mais generosa

Mais de 47% dos executivos brasileiros preveem maior bônus e 52% acreditam que terão aumento salarial

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Quando o assunto é remuneração, não há sinal de crise no Brasil. Os executivos brasileiros são os mais otimistas do mundo em relação ao aumento do bônus, de acordo com uma pesquisa da Robert Half com 1.775 diretores de recursos humanos de 13 países. Mais de 46% dos profissionais acreditam que receberão bônus mais vantajosos em relação aos atuais.

Apesar de ser o mais otimista, a maior parte dos executivos (47%) ainda acredita que o bônus será igual, 4% acreditam que a remuneração variável diminuirá e 3% afirmaram que não devem receber o benefício.

Segundo o estudo, a maioria dos brasileiros está confiante também em relação às perspectivas de remuneração fixa – 52% dos entrevistados preveem aumentos salariais em suas empresas. Cerca de 40% acreditam que os salários não terão aumentos e apenas 4% disseram que o salário fixo poderá diminuir.

Aprenda a investir na bolsa

O otimismo brasileiro sobre o salário fixo só fica atrás de Hong Kong, onde quase 60% dos profissionais preveem aumento em suas remunerações, e Cingapura, onde 53% compartilham desta previsão.

Perspectivas globais
Na comparação com a pesquisa global, os brasileiros se mostraram ainda mais otimistas. A maior parte dos executivos do mundo não se mostrou confiante em relação aos salários fixos e bônus: 45% acreditam que o bônus não sofrerá alteração, enquanto 22% preveem aumento. Nos salários fixos, 63% acreditam que permanecerão iguais e 33% veem crescimento.

As piores perspectivas salariais ficaram por conta dos países europeus, como França Alemanha e Itália. Na França, 87% acreditam que seus salários não sofrerão alteração, enquanto na Itália, essa opinião foi compartilhada por 77% dos entrevistados.