Maioria das mulheres prefere trabalhar para homens, diz estudo

Para 60% das entrevistadas, homens são mais práticos e racionais, enquanto mulheres costumam ser temperamentais

SÃO PAULO – Um recente levantamento da Trabalhando.com Brasil, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, revelou que a maioria das profissionais do País prefere se sujeitar ao comando de homens em uma empresa a ter de obedecer as ordens de outra mulher, e a razão para isso é simples.

Segundo 82% das entrevistadas consultadas, os homens costumam ser mais práticos e racionais, enquanto as profissionais do mesmo sexo se mostram muito temperamentais.

Preferência de poucas
As que afirmaram prefererir trabalhar para outras mulheres, no entanto, foram apenas 18%. Para esse percentual de entrevistadas, diz o levantamento, as chefes são mais compreensivas e eficientes, ao passo que os homens são vistos como profissionais mais estressados.

PUBLICIDADE

O percentual de homens que preferem chefes mulheres foi maior, de 43%. Para eles, as mulheres também lideram a preferência por serem mais compreensivas e delicadas, informa a pesquisa.

O mundo deles
Contudo, nem sempre essa característica delicada é bem vista pelo sexo masculino. De acordo com o levantamento, 57% dos consultados declararam preferir os líderes homens, justamente por acreditarem que tais profissionais sejam mais práticos e racionais.

“Para essa parcela de entrevistados, as mulheres são muito sensíveis e temperamentais”, explica o estudo.

A pesquisa
Realizado em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a pesquisa da Trabalhando.com Brasil conversou com 1.155 profissionais, sendo 72% deles mulheres­ e 28% homens.