Pesquisa

Maioria das empresas não congelou salários em 2011

Pesquisa realizada pela Hays revelou ainda que 61,71% das empresas entrevistadas encontraram dificuldades de contratar profissionais qualificado

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pela Hays apontou que 82,5% das empresas não congelaram salários e 78,7% não reduziram benefícios, em 2011. Além disso, a maior parte (65,10%) não precisou realizar demissões naquele ano e 58,27% não consideram custos trabalhistas para avaliar demissões de pessoal.

De uma forma geral, as empresas consideram que reagiram de forma muito boa (34,25%) ou adequada (50,92%) ao ambiente econômico sensível de 2011, mas apontam a excessiva cobrança de impostos como a maior dificuldade enfrentada em seus negócios (84,19%)

Os dados indicaram ainda que 61,71% das empresas encontraram dificuldades de contratar profissionais qualificados. Outro problema comum (58,45%) é em relação a legislação trabalhista que é considera rígida pelos entrevistados.

PUBLICIDADE

Sobre a percepção da falta de profissionais qualificados, os dados indicam que 61% das empresas disseram que o aquecimento da economia exige a absorção de muitos profissionais, mas há uma escassez significativa, que torna ainda mais estratégica a consultoria na formatação dos pacotes oferecidos ao mercado.