Maior parte dos líderes desenvolve habilidades por meio de tentativa e erro

Método obteve 57% das respostas; apoio do gerente ou do supervisor ficou em segundo lugar, com 51% das citações

SÃO PAULO – A maior parte dos líderes, 57%, considera o método de tentativa e erro como o mais influente durante o desenvolvimento de suas habilidades de liderança. Ao menos, é o que revela pesquisa realizada pela consultoria DDI (Development Dimensions International).

O apoio do gerente ou do supervisor foi o segundo método mais citado, com 51% das respostas, seguido pela formação formal no trabalho (40%), suporte de um outro mentor que não o gerente (26%) e educação formal (22%).

Menos citados foram o apoio de colegas de outras organizações (12%), livros ou artigos de liderança (10%) e associações ou organizações profissionais (9%).

PUBLICIDADE

Tentativa e erro x Apoio do gerente
Comparando os dois métodos mais apontados pelos líderes como influentes no desenvolvimento de suas habilidades, o levantamento da DDI apurou que aqueles que aprenderam principalmente por meio de tentativa e erro são menos confiantes em suas habilidades, 40% contra 27% daqueles que tiveram suporte do superior; sendo que também é maior o percentual deste tipo de líder que viu o interesse no cargo de liderança cair, 20% contra 9%, respectivamente.

Além disso, entre eles, também é maior o número de líderes que foram os que mais consideraram seu primeiro ano de liderança como estressante e opressor.

No geral, ao descrever o primeiro ano de carreira, a resposta mais recorrente foi desafiador (45%). Em seguida ficaram estressante (18%), estimulante (8%), opressor (7%) e complicado (7%).