Lista traz CEOs mais bem pagos da última década

No topo, está o diretor-executivo da Oracle, Larry Ellison, que recebeu US$ 1,84 bilhão entre salário, bônus, regalias e ações, segundo Wall Street Journal

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Eles fazem parte de um grupo restrito de pessoas, no qual não entra qualquer um. Lidam com altas cifras, mas também têm muita responsabilidade e, por isso, são bem recompensados. Os mais bem pagos CEOs (Chief Executive Officer) podem chegar a ganhar US$ 1,84 bilhão em uma década.

Este foi o caso do fundador e CEO da fabricante de softwares Oracle Corp., Larry Ellison, que ocupa o topo da lista dos diretores-executivos mais bem pagos do mundo durante a última década, que compreende os anos entre 1999 e 2009 e que foi divulgada pelo Wall Street Journal na terça-feira (27).

A análise do jornal inclui salários, bônus, regalias e ganhos por meio de benefícios atrelados a ações.

Aprenda a investir na bolsa

O mercado financeiro
O ranking segue com Barry Diller, que recebeu US$ 1,14 bilhão da IAC/InterActive e Expedia.com, e o CEO da Occidental Petroleum Corp. Ray Irani, que recebeu US$ 857 milhões.

Steve Jobs, da Apple, recebeu US$ 749 milhões na última década, enquanto Richard Fairbank, da Capital One Financial Corp., levou para a casa um total de US$ 569 milhões.

Mas o fato mais marcante da lista é que quatro dos 25 CEOs mais bem pagos do mundo trabalham mesmo é em empresas do mercado financeiro, sendo que dois deles são de Wall Street.

São eles: Richard S. Fuld (Lehman Brothers), que ganhou US$ 457 milhões e está na 11ª posição, Sandy Weill (Citigroup), que recebeu US$ 361 milhões e está na 19ª posição, além do já citado Fairbank, e Angelo Mozilo (Countrywide Financial Corp.), que recebeu US$ 528,6 milhões e ocupa a sexta posição.