Líder ordinário versus extraordinário: especialista fala da diferença entre eles

Líder extraordinário atinge bons resultados porque delega e confia na capacidade das pessoas, diz consultor da Robert Wong

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um lidera pelo medo. O outro, pelo respeito. Mas para o consultor da Robert Wong, André Alfaya, a diferença principal entre o líder ordinário e o extraordinário é que o primeiro não alcança os melhores resultados possíveis e, de quebra, ainda dá prejuízo à empresa, por conta dos processos de assédio moral.

Já o líder extraordinário atinge bons resultados porque delega e confia na capacidade das pessoas. Essa confiança se dá justamente porque ele sabe contratar os profissionais certos.

O ordinário não consegue lidar com a pressão e corre o risco de ter uma vida curta na empresa. “Como não consegue liderar com naturalidade, acaba fazendo algo errado ou pedindo demissão, devido ao excesso de pressão por resultados”, explica Alfaya.

Os seguidores e os novos líderes

Aprenda a investir na bolsa

Enquanto o líder ordinário prepara seguidores, o extraordinário prepara novos líderes, porque é seguro de si e não teme que alguém melhor tome seu lugar. Diante de um problema, o extraordinário questiona o que as pessoas sugerem que seja feito (e não dá a solução, simplesmente), e está sempre instigando os demais a refletirem e pensarem de forma estratégica.

O ordinário prefere trabalhar com pessoas que pode controlar, ao passo que o bom líder contrata os melhores e procura profissionais nos quais vê grande potencial, mesmo que isso implique riscos ao seu emprego.

Outra diferença fundamental: o líder despreparado pensa “em time que está ganhando não se mexe”. Mas a premissa está errada. “Quando tudo está certo, é hora de promover mudanças, de experimentar o novo, de abrir novas frentes”, garante o consultor da Robert Wong.

Aliás, um bom líder está sempre pensando lá na frente, no cenário daqui a alguns anos. Com estratégias, ele se prepara para um passo muito maior. Atitudes como essa fizeram o Grupo Gerdau, o Grupo Votorantim e a Apple, que não se contentaram em ser vitoriosos em um só nicho e diversificaram suas frentes de atuação, diz Alfaya. O líder ordinário, entretanto, está sempre preocupado com as metas do mês.

Conhece-te a ti mesmo

Por fim, vale ressaltar: um líder despreparado para o cargo conhece apenas as pessoas com quem trabalha. Um líder preparado conhece também a si mesmo. “O autoconhecimento é fundamental para qualquer líder”, diz Alfaya. “Com isso, ele ajuda as pessoas a se inspirarem”.