Desigualdade

Lei proíbe questionar salário anterior em entrevista de emprego em NY

Prefeito pretende diminuir diferenças salariais baseadas em gênero com a proposta  

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em Nova York, um empregador não poderá mais perguntar salários anteriores a candidatos às vagas de sua empresa. A regra, apresentada nesta terça-feira, “quase certamente” passará no conselho municipal, de acordo com o New York Post.

Com apoio declarado de 33 dos 51 membros do conselho, a proposta visa reduzir a desigualdade salarial entre homens e mulheres da cidade. Uma conselheira, Liz Crowley, disse que não saber salários anteriores “diminui a probabilidade de as mulheres continuarem a ser discriminadas por causa de níveis salariais prévios”.

Na cidade, de acordo com relatório baseado no Censo dos EUA, as mulheres brancas ganham 84% do salário dos homens brancos; as asiáticas, 63%; negras, 55% e hispânicas 46%.

PUBLICIDADE

Aprovada a regra, que teve ordem executiva já aplicada em novembro do ano passado pelo prefeito Bill De Blasio, as companhias terão 180 dias para se adequar à nova norma. Massachusetts, na Califórnia, e outros municípios já adotaram medidas semelhantes desde a eleição de Donald Trump, em novembro.