Julho inicia mais uma temporada de “caça” aos estagiários

Maior número de ofertas é para os alunos de Administração, Comunicação Social, Informática, Engenharia e Direito

SÃO PAULO – Os estudantes que estão de férias devem aproveitar o momento para conquistar uma oportunidade de estágio. O mês de julho é ideal para isso. Os interessados devem se apressar, pois esta é mais uma temporada de estágios, que se encerra em agosto. A primeira temporada é no início do ano. 

Somente no Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios), estão disponíveis 15 mil vagas de estágios, sendo 8,4 mil destinadas a alunos do Ensino Superior, 3,6 mil para Tecnólogo, 2,25 mil para Médio Técnico e 750 para estudantes do Ensino Médio. O maior número de ofertas é para os alunos de Administração, Comunicação Social, Informática, Engenharia e Direito.

A gerente de Treinamento do Nube, Carmen Alonso, explica que as vagas em aberto são decorrentes do aquecimento da economia, além da substituição de estagiários que se formaram ou terminaram os programas de estágios.

PUBLICIDADE

Pré-requisitos
Para concorrer às vagas, basta que o aluno esteja matriculado na escola ou na universidade. Entretanto, os estudantes que têm conhecimento em informática e inglês e que dominam a língua portuguesa têm maiores chances.

“O aluno deve enxergar a entrevista de estágio como uma oportunidade de aprendizagem. Ele deve saber se comportar e interagir com o selecionador e com os colegas que estão participando do processo, além de acreditar em seu potencial”, afirma Carmen.

Em relação ao valor médio da bolsa-auxílio, ele varia de acordo com o nível de estágio. No nível Superior, a bolsa-auxílio média é de R$ 765,25, enquanto no Superior Tecnólogo e Ensino Técnico, os valores são de R$ 702,40 e R$ 517,70, respectivamente. Já no Ensino Médio, o valor é de R$ 385.

Como aproveitar as férias?
Segundo a especialista, os estudantes podem aproveitar o tempo disponível para fazer cadastro no maior número de sites de estágios, procurar informações sobre as vagas nas empresas em que têm interesse em estagiar e para atualizar o currículo.

“O aluno deve caprichar no currículo, incluindo os cursos, monitorias, trabalhos voluntários, além de atualizar o semestre que está cursando. Como a pessoa não tem experiência, incluir esses dados é fundamental”, afirma.

Carmen orienta ainda que o estudante participe de redes sociais, que podem ser canais facilitadores para a conquista de uma vaga.