Similaridade

Jornalistas e bancários têm muito em comum, diz Fabio Barbosa

Para o atual executivo do conglomerado de mídia, desde que guardadas as especificidades de cada setor, é sempre muito importante a inovação e a criatividade

SÃO PAULO – Qual a diferença entre fazer a gestão de pessoas em um banco e numa empresa de mídia? Para o ex-presidente do Banco Santander e atual presidente executivo do Grupo Abril, Fabio Barbosa, existem mais similaridades do que diferenças nesse processo. 

Em entrevista ao podcast da Rio Bravo, Barbosa disse que independente da área, todas as pessoas buscam motivação, reconhecimento e incentivos. “Obviamente que os processos dentro de um banco são muito diferentes dos processos dentro de uma empresa de mídia, mas eu acho que lidar com gente tem mais similaridades”.

Para ele, desde que guardadas as especificidades de cada setor, é sempre muito importante a inovação e a criatividade. Ele exemplifica que no caso de uma empresa de mídia o profissional tem um lado mais “artista e cultural”, já no sistema financeiro são “criatividades processuais de um produto”.

PUBLICIDADE

Similaridades profissionais
Barbosa enfatiza que a valorização do profissional sempre foi uma preocupação, reconhecer a melhor maneira de mobilizar e engajar as pessoas, independente da área da atuação. “Eu tenho dito aqui às pessoas que existem mais similaridades entre os jornalistas e publicitários e bancários do que eles poderiam imaginar”.