Internet é aliada na procura por direitos trabalhistas

Pesquisa mostra que internautas brasileiros entram em sites governamentais em busca de informações sobre direitos no trabalho e concursos públicos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Não é novidade que os brasileiros utilizam a internet para encontrar oportunidades no mercado de trabalho. Mas pesquisa divulgada pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (Nic.br) mostrou que as pessoas buscam na rede informações sobre direitos trabalhistas e inscrições em concursos públicos.

Divulgada na segunda-feira (14), a pesquisa mostra que, dentre os assuntos mais pesquisados em sites governamentais, estão informações para inscrições em processos seletivos para carreiras públicas. Além disso, é possível verificar que a procura por esse tema cresceu entre os anos de 2005 e 2007.

Assuntos

No caso das inscrições em carreiras públicas, a procura saltou de 28% das pessoas que acessaram sites governamentais em 2005 para uma proporção de 40% no ano passado. Ainda estão na lista de acesso temas como previdência social e solicitação de licença-maternidade, de acordo com a abela abaixo:

ItemAcesso 2007Acesso 2005
Fazer inscrição em concurso público40%28%
Buscar informações sobre direitos do trabalhador26%11%
Buscar informações sobre Previdência Social21%
Solicitar licença-maternidade e auxílio doença9%-%
Fazer inscrição na Previdência Social9%-%

Aprenda a investir na bolsa

Fonte: NIC.br

Análise regional

Pessoas mais interessadas em buscar informações sobre concursos públicos residem no Centro-Oeste, com proporção de 51%, acima da média de 40%. Em seguida, estão os profissionais residentes no Norte, com 49%, e no Nordeste, com 46%. Sudeste (36%) e Sul (35%) completam a lista de regiões.

Intenção de uso

Enquanto a inscrição em concurso público perde para temas como CPF, educação e Imposto de Renda dentre as pessoas que utilizam o serviço de governo pela internet, o assunto lidera quando analisados os cidadãos que pretendem entrar na internet para acessar assuntos relacionados ao governo.

Isso porque 44% das pessoas que não usaram os serviços de governo eletrônicos disseram que gostariam de fazer inscrição em concurso público. Logo em seguida estão as informações sobre os direitos trabalhistas, com 43% das respostas, e dados sobre o serviço público de educação, com 42%.