INSS: pagamento de benefício em conta corrente aumenta quase quatro vezes

De setembro de 2001 ao nono mês de 2007, o número de pessoas que recebem assim subiu de 2.577.400 para 9.786.408

SÃO PAULO – A preferência por receber o pagamento de aposentadorias, pensões e outros benefícios através de depósito em conta corrente aumentou quase quatro vezes (279%) nos últimos anos.

Informações divulgadas pela Previdência Social apontam que, de setembro de 2001 a setembro de 2007, o número de pessoas que recebem o pagamento dessa forma subiu de 2.577.400 para 9.786.408.

Já o número de beneficiários que preferem receber por meio do cartão magnético caiu de 17.274.390 para 15.073.232, ou 12%, no mesmo período.

Estados brasileiros

PUBLICIDADE

Essa tendência de mudança na forma de pagamento é verificada em todos os estados brasileiros. O destaque fica com o Amazonas, que, em 2001 tinha 12.983 pessoas recebendo o pagamento por conta corrente e, em 2007 tem 103.196, um aumento de quase 800%.

O Rio Grande do Sul também apresentou um crescimento grande (350%): de 343.151 pagamentos em conta corrente em 2001 para 1.203.335 em 2007.

Já São Paulo apresentou alta acima de 300%, passando a realizar os pagamentos em conta corrente para 2,7 milhões de pessoas em 2007, contra 888,3 mil em 2001.

Opção

Ao se tornar um segurado da Previdência, a pessoa pode optar por uma das duas formas de recebimento do benefício, cartão magnético ou conta corrente.

Em qualquer uma delas não é obrigatória a retirada do dinheiro de uma única vez. Porém, no caso do cartão magnético, o beneficiário não pode ficar mais de dois meses sem sacar a quantia, sob o risco do banco devolvê-la para o INSS.

A mudança na forma de pagamento pode ser feita a qualquer momento: basta ir à Agência da Previdência Social que controla seu pagamento, na primeira quinzena do mês.