INSS: 87% dos consignados foram parcelados de 49 a 60 meses

Em janeiro, foram realizadas 1,154 milhão de operações, sendo que 1,001 milhão delas foram parceladas desta forma

SÃO PAULO – As operações de crédito consignado realizadas por aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) somaram 1.154.152 em janeiro. Do total de empréstimos, 87% foram parcelados entre 49 e 60 meses.

Segundo balanço da Previdência Social divulgado nesta sexta-feira (11), das operações realizadas em janeiro, 660.715 foram efetuadas por segurados com renda de até um salário mínimo, o que corresponde a 57,24% do total. Os aposentados e pensionistas desta faixa de rendimentos responderam ainda por um total de R$ 949,5 milhões em operações, sendo que a contratação média foi de R$ 1.439,80 no empréstimo e de R$ 708,98 no cartão de crédito.

No que diz respeito àqueles que recebem entre um e três mínimos, que representaram 28,44% das operações (328.249), o valor médio das contratações foi de R$ 2.077,35 somente em empréstimo pessoal em janeiro. No cartão de crédito, esse valor foi de R$ 951,30.

PUBLICIDADE

Já os com renda acima de três mínimos, com participação de 14,31%, contrataram empréstimo pessoal de, em média, R$ 4.001,61. O valor contratado no cartão de crédito, por sua vez, foi de R$ 1.213,83.

Operações
Em janeiro, das 1.154.152 de operações de crédito consignado, 1.149.182 foram empréstimos pessoais, enquanto 4.970 foram realizadas com cartão de crédito.

Segundo a Previdência Social, das operações do primeiro mês do ano, 36% foram contratadas por segurados com idade entre 60 e 69 anos. Já 23% correspondem ao uso de aposentados com idade de 50 a 59 anos, mesmo percentual dos que têm de 70 a 79 anos.

Regiões
O estado de São Paulo é líder tanto no número de operações de consignado quanto no valor movimentado. De acordo com a Previdência, em janeiro, São Paulo respondeu por 49,83% do total de contratos e por 53,98% do total de recursos da região Sudeste – que concentrou R$ 1,114 bilhão dos recursos e 514.352 contratos.

Na região Nordeste, foram realizadas 334.446 operações, que somaram R$ 587,3 milhões. Em janeiro, a região Sul foi responsável por 202.658 contratos, cujo total atingiu R$ 385,8 milhões. No Centro-Oeste, 48.259 operações somaram R$ 101,7 milhões. O Norte foi responsável por 54.437 contratos, que totalizaram R$ 99,6 milhões.