Avaliação

Início de carreira: boa parte dos estagiários não passa por avaliação de desempenho

Levantamento mostra que 48% dos jovens profissionais não se reúnem com gestores para falar de desempenho

SÃO PAULO – Boa parte dos estagiários não faz reuniões com seus gestores para avaliação de desempenho, segundo pesquisa realizada pela Page Talent. Dos cerca de 500 jovens entrevistados, 48% afirmaram que nunca tiveram uma reunião de avaliação e orientação de seus líderes.

“O estagiário é um jovem em início de carreira que, na maioria das vezes, entra no mercado com muita vontade de colocar em prática tudo o que está aprendendo na universidade. É natural que ele cometa erros e acertos. O papel do gestor, nesse caso, é o de confiar e dar a ele a liberdade de tentar. Dar espaço é sempre muito positivo, desde que o gestor consiga destacar os pontos positivos e negativos do resultado final do trabalho”, avalia a gerente da Page Talent, Manoela Costa.

Motivação extra
Por outro lado, 52% dos entrevistados realizam algum tipo de reunião para tratar do desempenho, sendo que 22% deles se reúnem com seus gestores a cada dois meses ou mais. Outros 14% conseguem agendar um encontro com periodicidade mensal e 16% faz a reunião quinzenalmente.

PUBLICIDADE

“Os jovens que hoje estão entrando no mercado de trabalho são movidos por estímulos e possuem como imagem de chefe aquele executivo ocupado, com a agenda sempre muito cheia de reuniões e compromissos externos”, diz Manoela. Entretanto, quando percebem que existe um espaço para falar sobre seu desenvolvimento, e assim o faz, eles se tornam muito mais motivados para realizar suas tarefas diárias.

A executiva ainda pontua que para os estagiários é muito importante que haja uma relação transparente com seu gestor. “Por meio dela o gestor terá a segurança de ter um jovem cada vez mais comprometido com o negócio e o jovem, por sua vez, sabe desde cedo quais pontos devem ser desenvolvidos”, conclui a executiva.