Indústria paulista cria 22 mil empregos no mês de fevereiro, revela Fiesp

A variação foi de 1,04%. Na comparação com fevereiro de 2006, 21 mil postos foram criados, alta de 0,93%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Indústria Paulista aumentou sua força de trabalho em 1,04% em fevereiro, sem ajuste sazonal, o que significa a criação de 22 mil vagas na comparação com o mês anterior.

De acordo com a Pesquisa de Emprego divulgada pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) nesta quinta-feira (08), em 12 meses, houve um aumento de 0,93% no nível de emprego (+ 21 mil vagas).

Contratações e cortes de vagas

Entre os 21 segmentos analisados pela Fiesp, onze apresentaram desempenho positivo para o emprego em fevereiro, frente ao mês anterior.

Aprenda a investir na bolsa

O de Fabricação de Coque, Refino de Petróleo, Elaboração de Combustíveis Nucleares e Produção de Álcool (8,05%), seguido pelo de Fabricação de Produtos Alimentícios e Bebidas (4,75%) e de Fabricação de Outros Equipamentos de Transporte (4,30%).

Já em relação ao corte de vagas, os destaques couberam aos segmentos de Fabricação de Material Eletrônico e de Aparelhos e Equipamentos de Comunicações, que teve redução de 2,44%, Fabricação de Máquinas para Escritório e Equipamentos de Informática (-1,21%), e de Preparação de Couro e Fabricação de Artefatos de Couro, Artigos de Viagem e Calçados (-0,66%).

Destaque

Segundo o diretor do departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Paulo Francini, o resultado bom só foi obtido devido ao desempenho do setor sucroalcooleiro, que é responsável por 30 mil dos 39 mil empregos. “O setor está em franca expansão e deve se manter assim nos próximos anos. Já a indústria de transformação continua sem vigor e declinante”.