nos EUA

Heineken dará cerveja para chefe que deixar equipe assistir aos jogos da Copa

Nova campanha da Heineken pede aos chefes liberarem funcionários

SÃO PAULO – Uma campanha publicitária da Heineken tenta acabar de vez com um conflito bem conhecido entre patrões e empregados durante os jogos da Copa do Mundo: ter de trabalhar enquanto sua seleção entra em campo.

Mas qual argumento utilizar para conseguir liberar os profissionais? Distribuindo cerveja para os chefes. Ao menos é o que propõe a propaganda da Heineken veiculada nos Estados Unidos.

De chefe para chefe – a mensagem é gravada pelo diretor de marketing da marca nos Estados Unidos, Nuno Teles -, o executivo explica comicamente a situação vivenciada por milhões de profissionais.

PUBLICIDADE

“Somos obrigados a sair para o almoço e depois assistir os jogos em nossos computadores quando ninguém está vendo?”, argumenta Teles, acrescentando que tal evento acontece apenas de quatro em quatro anos e pede para os gestores darem folga aos seus subordinados.

Veja abaixo o vídeo da campanha #BrazilianNoShow, em inglês: