Habilidade na crise faz 72% dos executivos brasileiros acreditarem em seus líderes

Índice é maior que o apurado globalmente (71%) e igual ao verificado na América do Sul e Central

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A credibilidade dos líderes brasileiros está em alta. Segundo pesquisa realizada pela Korn/Ferry, 72% dos executivos do País acreditam em suas lideranças.

O índice é um pouco maior que o apurado globalmente (71%) e igual ao verificado em toda a América do Sul e Central.

“Grande parte da confiança apresentada pelos brasileiros é reflexo do desempenho do País durante a crise econômica. O País sofreu impacto, mas os grandes líderes mantiveram a administração de forma transparente e segura para seus colaboradores”, disse o presidente da Korn/Ferry International na América do Sul, Sérgio Averbach.

Aprenda a investir na bolsa

Ainda neste sentido, os líderes da América do Norte são os que detêm o maior índice de credibilidade por parte dos executivos, 75%, seguidos pela Ásia Pacífica, com 74%. Os executivos europeus, por sua vez, são os que menos acreditam em suas lideranças, com 65% de respostas.

Confiança
Além da credibilidade, o levantamento da Korn/Ferry também apurou como anda a confiança dos executivos em suas lideranças. Novamente, o maior percentual foi verificado na América do Norte, 80%, seguida pelas Américas do Sul e Central (75%), Ásia Pacífico (73%) e Europa (63%). Desta vez, a média global ficou em 72%.

Dentre os quesitos analisados pelos executivos para compor a avaliação de suas lideranças estão: habilidade estratégica, habilidade operacional, habilidade pessoal e interpessoal, coragem, energia e iniciativa, performance no gerenciamento financeiro e habilidade de posicionamento organizacional.

O estudo da Korn/Ferry ouviu 500 executivos de mais de dez países entre os dias 19 e 27 de novembro de 2009.