Guerra à balança: candidatos obesos têm chances menores na disputa por emprego

Estudo do Catho constatou que 65% dos presidentes e diretores de empresa têm restrições na contratação de obesos

SÃO PAULO – Quando o assunto é entrevista de emprego, todo mundo tenta caprichar no visual: roupa social, cabelo arrumado, sapato engraxado. Confirmando o ditado “a primeira impressão é a que fica”, ninguém arrisca duvidar.

Agora o que não se imagina é que candidatos obesos tenham chances menores de garantir uma vaga de trabalho. Seria mesmo possível?

Discriminação aos gordinhos

De acordo com estudo realizado pelo Grupo Catho, divulgado na última segunda-feira (24), 65% dos entrevistados, entre presidentes e diretores de empresa, declararam ter algum tipo de restrição na contratação de pessoas obesas.

PUBLICIDADE

A pesquisa, chamada “A contratação, a demissão e a carreira dos executivos brasileiros, edição 2005”, foi realizada entre maio e julho do ano passado, ouvindo 31 mil executivos.

Segundo o Grupo Catho, existe de fato uma discriminação contra obesos, constatada pela empresa por um modelo sofisticado de análise: o IMC (Índice de Massa Corporal), calculado pelo peso do indivíduo em quilos, dividido pela sua altura ao quadrado. A tendência, segundo o Catho, é de que ele se eleve com a idade.

Mais peso, menos R$ 92

O Grupo Catho conseguiu, por meio desta técnica, comprovar que as pessoas “magras” ganham mais. Cada ponto a mais no IMC – Índice de Massa Corporal, significa, para um gerente, que ele ganha R$ 92,00/mês a menos!

Que tal um exemplo prático? Pelo estudo do Catho, um jovem com idade abaixo de 25 anos, com 75 kg e 1,77 de altura, teria o IMC de 23,90.

Para fazer uma comparação, um trabalhador do sexo masculino com idade entre 31 a 35 anos, 81,23 kg e 1,76 m de altura, por exemplo, teria IMC de 26,45.

Com uma diferença de 2,55 de IMC, estabelece-se que a defasagem salarial entre ambos seria de aproximadamente R$ 235!

A vez das mulheres

Agora veja o mesmo exemplo, aplicado às mulheres. Segundo o estudo, uma profissional com menos de 25 anos, com 59,23 kg de peso e 1,65 de altura, teria IMC de 21,83.

Uma trabalhadora com idade entre 31 e 35 anos, 63,30 kg e 1,63 de altura (IMC de 23,57) ganharia, portanto, um salário R$ 160 inferior!

Mantenha-se em forma

Diante dessa realidade, na qual se constata que a aparência é um fator muito importante na contratação de executivos, e a primeira coisa a ser observada, o Catho dá algumas dicas: “raramente você tem uma segunda chance de fazer uma primeira boa impressão”.

Por isso, o conselho para conseguir emprego é que o profissional cuide de sua aparência, realizando exercícios físicos e mantendo-se em forma.

Confira logo abaixo a tabela elaborada pelo Grupo Catho, e fique de olho na balança!

IdadeHomemMulher
PesoAlturaIMCPesoAlturaIMC
Menos de 25 anos75,001,7723,9059,231,6521,83
26 a 30 anos79,461,7625,4760,861,6422,65
31 a 35 anos81,231,7626,1661,571,6323,05
36 a 40 anos82,311,7626,4563,031,6323,57
41 a 45 anos82,351,7526,7063,301,6323,91
46 a 50 anos82,671,7526,8964,731,6324,41
51 a 55 anos82,781,7526,9963,961,6124,54
56 a 60 anos82,391,7427,0663,631,6024,97
Acima de 60 anos80,271,7326,8164,291,6124,77