diz ibge

Governo é responsável por pagar 30% dos salários do País

Em 2012, a administração pública absorveu 19,9% do pessoal ocupado assalariado e pagou 29,8% dos salários e outras remunerações

SÃO PAULO – Apesar de representar apenas 0,4% das organizações empregadoras, o governo (incluindo as esferas Federal, Municipal e Estadual) é responsável por pagar quase 30% dos salários do pessoal ocupado do País. Foi o que revelou o CEMPRE (Cadastro Central de Empresas), divulgado nesta quarta-feira (28) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os dados são referentes ao ano de 2012 e abrangem as organizações da administração pública, entidades empresariais e entidades sem fins lucrativos inscritas no CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoal Jurídica).

No ano, a administração pública absorveu 19,9% do pessoal ocupado assalariado brasileiro e pagou 29,8% dos salários e outras remunerações. Já as empresas representaram 89,9% das organizações, empregaram 73,4% da população ocupada e foram responsáveis por pagar 63,9% das remunerações. As entidades sem fins lucrativos representam 9,7% e pagaram 6,3% dos salários.

PUBLICIDADE

O salário médio pago pela administração pública ficou acima da média salarial dos empregados em 2012. Somando todos os setores, a média recebida pelos ocupados foi de R$ 1.943,16 ao mês, enquanto no setor público, essa média sobe para R$ 2.682,50. No entanto, o setor que mais se destacou em relação ao salário médio mensal para o ano foi de Eletricidade e Gás, que ficou 207,1% acima da média nacional, com R$ 5.968,28.

Comparando com os dados de 2008, o CEMPRE mostrou que houve uma redução da participação dos servidores públicos quatro anos mais tarde. O percentual do pessoal ocupado assalariado diminuiu de 18,9% para 16% entre os anos. Embora a redução, o crescimento do salário médio mensal dos servidores públicos teve um aumento de 10,7% entre 2008 e 2012 e, novamente, ficou acima da média total, que apresentou expansão de 10,1%.

Mulheres são maioria entre servidores
Diferentemente do cenário empresarial, no qual os homens são maioria, as mulheres ocupam 58,9% dos cargos públicos. Nas entidades empresariais, a taxa se inverte e 37,2% são ocupados por mulheres e 62,8% por homens.