demissões

Governo diz que TAM descarta novas demissões após cortes de 800

A TAM também tem realizado cortes na oferta de voos domésticos devido ao forte aumento do dólar ante o real neste ano e aos altos custos com combustível

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO (Reuters) – A TAM, empresa do grupo Latam Airlines, garantiu ao governo que não fará novas demissões de funcionários neste ano e no próximo, após ter realizado um corte de cerca de 800 pessoas nos últimos dois meses, afirmou a Secretaria de Aviação Civil (SAC) nesta sexta-feira.

“Os ajustes que tinham de ser feitos nos quadros operacional e de pessoal estão concluídos”, teria afirmado o presidente da holding TAM SA, Marco Antonio Bologna, ao ministro da SAC, Moreira Franco, segundo comunicado da secretaria enviado à imprensa.

Procurada, a TAM não comentou o assunto de imediato.

PUBLICIDADE

A TAM, maior empresa aérea do Brasil em participação de mercado, realizou em agosto um programa demissão voluntária que teve a adesão de mais de 50 por cento dos tripulantes envolvidos.

A empresa havia adotado o programa formado por licença não-remunerada e desligamento voluntário de funcionários para cortar 811 postos de trabalho em meio à redução da oferta de voos no Brasil, para fazer frente ao aumento de custos.

A TAM também tem realizado cortes na oferta de voos domésticos devido ao forte aumento do dólar ante o real neste ano e aos altos custos com combustível. Também em agosto, a empresa não descartou rever sua estratégia de redução de oferta de voos ou de reajuste de tarifas caso o dólar continue subindo.

(Por Roberta Vilas Boas)