Gosta de cerveja?

Gosta de beber? Então que tal se tornar sommelier de cervejas?

A Academia Barbante é uma das que formam brasileiros sommerliers de cervejas, ensinando o processo de produção da bebida, os diferentes estilos, a apresentação e o serviço.

SÃO PAULO – Embora seja uma profissão de grande importância para o ramo, o sommerlier de cervejas tem visto um aumento constante no número de profissionais. A formação acadêmica para a profissão, hoje necessária e indispensável, teve início em 2004, na Alemanha, com a Doemens Akademie – e agora já existe também no Brasil.

A Academia Barbante é uma das que formam brasileiros sommerliers de cervejas, ensinando o processo de produção da bebida, os diferentes estilos, a apresentação e o serviço.

“O sommerlier de cervejas conhece os tipos de produção, analisa os variados estilos da bebida, cria harmonizações com a gastronomia, elabora cartas de cervejas adequadas ao ponto de venda, conduz eventos e experiências, sempre norteado pela ética e consumo responsável. A formação é procurada especialmente por profissionais de restaurantes, bares, hotéis, lojas, cervejarias, distribuidoras, importadoras, mas também atrai muitos curiosos”, afirmou Tatiana Spogis, da Academia.

PUBLICIDADE

Mais especificamente, o sommerlier pode atuar: na indústria de cervejas, propondo novos estilos e técnicas ou avaliando a qualidade da produção; em importadoras, selecionando os rótulos que serão vendidos; em bares, apresentando a carta de cervejas, indicando qual a mais adequada ao gosto do cliente, indicando pratos que combinam; entre outras áreas.

Na Academia Barbante, o curso aprovado e certificado pela Doemens Akademie tem carga horária de apenas 100 horas e um custo de R$ 3.900.