Google é a empresa mais admirada por brasileiros que fazem MBA no exterior

Segundo estudo, Google é admirado por 22% dos alunos; número sobe para 25% entre os que estudam nos EUA

SÃO PAULO – As empresas Google e Apple são as mais admiradas por brasileiros que cursam MBA no exterior, segundo aponta pesquisa da GNext Talent Search, intitulada “O Estudante de MBA em Escolas Internacionais”.

De acordo com o estudo, o Google é admirado por 22% destes profissionais, número que sobe para 25% entre aqueles que estudam nos Estados Unidos e cai para 18% entre os estudantes que vão para a Europa.

Já a Apple é a mais admirada por 21% do total de entrevistados, mesmo percentual atingido quando considerados somente aqueles que estudam em países europeus e um ponto percentual abaixo dentre os que foram para os Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Abaixo, as empresas mais admiradas no geral e de acordo com os estudantes que foram para os Estados Unidos e Europa.

Empresas Admiradas
EmpresaGeral EUA Europa
Google22%25%18%
Apple21%22%21%
Mckinsey8%7%10%
Itaú5%5%5%
BTG Pactual3%2%5%
GE3%2%5%
Ambev2%2%3%
BCG2%2%3%
Facebook2%5%
JP Morgan2%3%
Natura2%2%3%
Outras28%28%22%

O que as fazem ser admiradas?
Ainda conforme o levantamento, considerando tanto os estudantes que foram cursar MBA nos Estados Unidos, como aqueles que foram para a Europa, o fato de a empresa ser orientada para resultados é o aspecto mais considerado dentre os critérios para admirar uma empresa, sendo citado por 66% dos entrevistados.

O empreendedorismo da empresa e o planejamento estratégico também se destacaram, com 46% e 44%, respectivamente.

Em seguida, os itens mais citados foram planejamento de carreira (39%), negócio sustentável (36%), marca forte (29%), agressividade (14%), sustentabilidade (7%), história sólida (6%) e processos definidos (4%).

Por que cursar MBA no exterior?
No geral, aponta o estudo, a totalidade dos estudantes entrevistados acreditam que o MBA no exterior é um diferencial a mais no currículo, dada a credibilidade dos cursos.

Além disso, acreditam, é uma oportunidade de fazer parte de uma rede de contatos diferenciadas e ter exposição a diferentes culturas. Este último aspecto, aliás, foi o mais citado pelo total de estudantes entrevistados (83%). Em seguida, aparecem credibilidade (81%), rede de contatos (77%), qualidade de ensino (74%) e comprometimento integral (68%).