Gestor de viagens: saiba mais sobre o profissional e seus desafios!

Sua função é organizar o fluxo de profissionais para dentro e fora do País; na crise, desafio é "comprar mais por menos"

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A crise pode ter diminuído o fluxo de viagens de negócios no Brasil, mas não reduziu a importância do profissional que trabalha com isso dentro das empresas, o gestor de viagens, que tem pela frente um grande desafio: fazer mais com menos!

De acordo com a vice-presidente da ABGEV (Associação Brasileira de Gestores de Viagens Corporativas), Patrícia Thomas, este é um momento importante para esse profissional mostrar a boa gestão e que pode negociar para conter as despesas da empresa.

“Ele tem de fazer a adequação do orçamento com o momento de crise, para cumprir com o que precisa ser feito. É comprar mais por menos”, explicou.

Quem é ele?

Aprenda a investir na bolsa

Patrícia explicou que todas as empresas que fazem negócios internacionais têm um gestor de viagens corporativas. Porém, muitas vezes, ele está associado a outra área da companhia, de RH (recursos humanos) ou de compras, por exemplo.

Esse profissional costuma ficar dentro das empresas, mesmo que a companhia opte por contratar uma consultoria. “Essas consultorias existem, mas é complicado usar só elas, porque é um trabalho de dedicação diária. Há algumas empresas que ajudam, mas não é que o gestor seja da consultoria”, disse.

Confira abaixo algumas atribuições dos gestores de viagem:

  • Negociar com fornecedores;
  • Acompanhar a agência contratada;
  • Fazer workshop com os usuários, os viajantes;
  • Muitas vezes pode ser responsável por eventos, dependendo da empresa;
  • Responsável por promover a segurança do passageiro;
  • Cuidar dos problemas da viagem.

Em relação à capacitação, Patrícia explicou que o profissional precisa ter conhecimento da indústria de turismo e de gestão empresarial. “Porque é uma função administrativa, mas que requer conhecimento técnico da indústria”, explicou.

Ela disse que um diferencial é o profissional ter cursos de especialização no segmento, que são oferecidos por escolas especializadas, como a Academia de Viagens Corporativas, em São Paulo, que tem cursos de especialização, regulares e até mesmo de idiomas, para quem quer conhecer termos mais usados no mercado.

Associação

A categoria está organizada pela ABGEV, associação que foi fundada em 2003 e que é a única na América Latina que agrega os profissional da área.

PUBLICIDADE

A Associação é formada por profissionais responsáveis pela administração de viagens e eventos de grandes empresas e fornecedores de produtos e serviços dos diversos segmentos da indústria do turismo de negócios.

Ela possui nove comitês de trabalho, para, por meios da troca de experiência em seus diferentes ramos de atividade, responder e buscar alternativas para algumas necessidades comuns entre os profissionais do mercado.