Em carreira / gestao-e-lideranca

As cidades e os países mais ricos do mundo, segundo estudo

O ranking "Global Wealth Report Review 2018" foi elaborado pela consultoria em parceria com o AfAsia Bank

Bandeira Canadá
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Os Estados Unidos disparam quando o assunto é riqueza. Dona da maior economia do mundo, a terra do Tio Sam ostenta um patrimônio de US$ 62,6 trilhões quando considerada a riqueza privada de todos os indivíduos que vivem no país, ou seja, propriedades, dinheiro, ações e negócios. Segundo o Global Wealth Report Review 2018, o valor é quase três vezes a riqueza da segunda colocada, a China, com US$ 24,8 trilhões.

Elaborado pela consultoria New World Wealth com apoio do AfAsia Bank, o levantamento considerou os dados referentes a 2017 e ranqueou os países e as cidades mais abastadas do mundo, seja por riqueza total como por riqueza per capita. Além disso, mostrou os níveis de desigualdade em cada destino.

De acordo com o estudo, nos últimos 12 meses algumas economias chegaram a crescer 25%, como foi o caso da Índia. Outras, porém, tiveram um crescimento mais tímido, como foi o caso do Reino Unido, que subiu 3% - repetindo uma queda de 2% nos últimos 10 anos devido à depreciação de seu PIB em relação ao dólar. 

Os destaques foram algumas economias emergentes que, segundo o relatório, têm surpreendido na última década. É o caso da Índia, que viu seu patrimônio subir 160%, e da China, que teve um aumento de 198% em sua riqueza. Os responsáveis pelo documento atribuem essa prosperidade à forte performance dos mercados de ações no período.

Os EUA podem ser a maior economia do mundo, mas quando o assunto é riqueza per capita o país cai para a 8ª posição, sendo ultrapassado pelos "pequenos" Mônaco, Liechtenstein, Luxemburgo, Suíça, Austrália, Noruega e Singapura.

Enquanto o patrimônio per capita dos americanos é de US$ 193.400, a dos monegascos é de US$ 2.087.400. Segundo a New World Wealth, isso ocorre por conta do país ser considerado um paraíso fiscal e por ser um dos centros europeus de offshore, atraindo cada vez mais ricaços a morar e a investir no local. Dos 40 mil habitantes, cerca de 2.800 são multimilionários e têm um patrimônio superior a US$ 10 milhões.

O InfoMoney elaborou um infográfico com o ranking completo. Você pode conferi-lo ao final da matéria. 

Cidades mais ricas do mundo

De acordo com o estudo, algumas cidades têm um patrimônio superior ao de alguns países, como é o caso de Nova York, a primeira no ranking das cidades mais caras com uma riqueza de US$ 3 trilhões. Além das listadas abaixo, o top 15 inclui ainda as cidades de Chicago (EUA), Bombai (Índia), Toronto (Canadá), Frankfurt (Alemanha) e Paris (França). Confira:

1. Nova York (EUA)
Além de ser a casa de duas das maiores bolsas de valores do mundo (Dow Jones e NASDAQ), a "Big Apple" também está cercada de áreas como Long Island e Connecticut que contêm um grande número de ricaços - não incluso no número abaixo. 
Riqueza: US$ 3 trilhões

2. Londres (Reino Unido)
Em Londres fica situada a sexta maior bolsa de valores do mundo e, assim como em Nova York, a cidade está cercada por bairros ocupados pelos ricos, como Ascot, Water e Virginia. 
Riqueza: US$ 2,7 trilhões. 

3. Tóquio (Japão)
A capital do Japão é endereço da terceira maior bolsa de valores do mundo. 
Riqueza: US$ 2,5 trilhões. 

4. Área da Baía de São Francisco (EUA)
Inclui os locais onde estão situadas as maiores empresas de tecnologia e inovação do mundo: São Francisco, Vale do Silício, São José, Oakland, Palo Alto, Los Altos, Redwood City, Moraga, San Mateo e Mountain View. 
Riqueza: US$ 2,3 trilhões 

5. Pequim (China)
A capital da China é uma das metrópoles mais populosas do mundo e é onde estão localizadas as sedes das maiores companhias chinesas. 
Riqueza: US$ 2,2 trilhões

6. Xangai (China)
Considerada a "capital econômica da China", Xangai também é casa da bolsa de valores de Xangai, a maior da China e a quarta maior do mundo. 
Riqueza: US$ 2 trilhões

7. Los Angeles (EUA)
Inclui as cidades de Los Angeles, Malibu e Beverley Hills. 
Riqueza: US$ 1,4 trilhão

8. Hong Kong (China)
Considerada um refúgio entre a Europa e a Ásia, Hong Kong é endereço da 7ª maior bolsa de valores do mundo. 
Riqueza: US$ 1,3 trilhão

9. Sidney (Austrália)
Considerada um dos centros financeiros na Ásia, a cidade tem se tornado um dos destinos mais procurados pelos super-ricos devido ao seu estilo de vida, segurança e clima. 
Riqueza: US$ 1 trilhão. 

10. Singapura
Considerado um dos países mais amigáveis para fazer negócios, Singapura também possui baixas taxas e impostos. 
Riqueza: US$ 1 trilhão. 

riqueza_final

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP

 

Contato