Gestão de talentos é prioridade comum em empresa do Bric e da Europa

No Brasil, as dificuldades são relacionadas à geração Y, por isso, há mais foco em desenvolvimento de liderança e planejamento

SÃO PAULO – Uma das prioridades comuns às empresas do Bric (Brasil, Rússia, China e África do Sul) e da Europa é a gestão de talentos. É o que revela o Relatório das Melhores Práticas de RH, realizado pela Top Employers.

No caso do Brasil, o estudo indica que, além da gestão de talentos, os empregadores têm como prioridade o controle de produtividade, o equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional e enxergar o departamento de RH (Recursos Humanos) da empresa como parceiro estratégico.

Segundo a pesquisa, as empresas brasileiras enfrentam dificuldades relacionadas à geração Y, por isso, há mais foco em desenvolvimento de liderança e planejamento sucessório. 

PUBLICIDADE

Na China, o principal interesse, que difere dos outros países dos Bric e da Europa, é a busca do equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal. No Brasil, no ranking de prioridade, este item aparece em terceiro lugar. Já as empresas na África do Sul apontaram interesses diferentes, sendo que a aprendizagem e o desenvolvimento lideram a lista de prioridade das organizações.

China e África
O levantamento revela ainda a expectativa de contratação somente das empresas chinesas e sul-africanas. De acordo com os dados, 69% dos empregadores da África do Sul pretendem aumentar o quadro de funcionários nos próximos três anos. Outros 26% apostam que o número de funcionários se manterá, enquanto apenas 5% esperam que cairá.

No caso da China, 87% esperam crescimento, 7% acreditam na manutenção do número e a mesma porcentagem aposta em queda.

Papel do RH
Os entrevistados também foram questionados sobre o papel do RH dentro da empresa. No Brasil e na Rússia, o setor desempenha um papel importante, que contribui para o sucesso operacional da empresa, mas ainda não é considerado uma função estratégica.

Já na China e na África do Sul, o RH tem um papel crucial no sucesso operacional. Na Índia, o RH exerce uma função primariamente administrativa. Apenas na Europa, o RH desempenha um papel fundamental nas decisões estratégicas e no sucesso operacional.

Sobre a pesquisa
O estudo foi realizado com cerca de 200 empresas, que contam com mais de mil funcionários.