Poucas vagas

Geração de empregos cai quase 50% em agosto, para 100 mil vagas

A comparação é com o mês de agosto de 2011, quando foram criadas 190.446 postos de trabalho no País

arrow_forwardMais sobre
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO – No Brasil, foram geradas 100.938 vagas de trabalho no oitavo mês de 2012, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta quinta-feira (20), pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Na comparação com agosto de 2011, o número de empregos caiu 46,9%, quando foram geradas 190.446 postos de trabalho. O ministério destaca um aumento de 0,26% na relação de estoque entre admissões, 1.819.767, e desligamentos, 1.718.829 em agosto deste ano. 

No acumulado do ano, ocorreu expansão de 3,64% no nível de emprego, equivalente ao acréscimo de 1.378.803 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 1.457.412 postos de trabalho, correspondendo à elevação de 3,85%.

PUBLICIDADE

Crescimento setorial
Na análise mensal, os oito setores de atividades econômicas analisados apresentaram crescimento na geração de empregos formais. Em números absolutos, o destaque ficou com Serviços, com 54.323 vagas de trabalho. Por sua vez, o setor de Agricultura por motivos sazonais, foi o único que registrou queda de 0,97% no número de vagas (16.615 postos).

Em seguida aparecem o Comércio (+31.347 postos ou +0,37%), a Indústria de Transformação (+16.438 postos ou +0,20%) e Construção Civil (+11.278 postos ou +0,37%) e os e os Serviços Industriais de Utilidade Pública (+2.205 postos ou +0,57%).

Os setores Extrativa Mineral (+1.717 postos ou +0,80%) e os Serviços Industriais de Utilidade Pública (+2.205 postos ou +0,57%) e Administração Pública (+3.161 postos ou +0,38%).

Análise regional
Ao analisar os estados, os destaques positivos foram São Paulo (+30.465 postos ou +0,24%), Rio de Janeiro (+9.628 postos ou +0,26%), Pernambuco (+9.218 postos ou +0,72%), Paraná (+8.901 postos ou +0,31%), e Paraíba (+7.851 postos ou +2,24%, a maior taxa de crescimento entre todos os estados).

Por região, todas as cinco grandes regiões aumentaram o emprego: Sudeste (+36.805 postos ou +0,17%), Nordeste (+29.618 postos ou + 0,49%), Sul (+20.164 postos ou +0,29%), Norte (+6.470 postos ou +0,37%) e Centro-Oeste (+7.881 postos ou +0,27%).