Ganho real do trabalhador contribui para alta nos empregos, diz Lupi

Meta para o ano é que sejam criados 2,5 milhões de postos de trabalho, afirmou o Ministro do Trabalho

SÃO PAULO – A geração de 299.415 empregos com carteira assinada em agosto no País está atrelada às políticas macroeconômicas de sucesso determinas pelo governo e o ganho real do trabalhador é o principal motivo para esse crescimento, afirmou nesta quinta-feira (16), o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

“O Banco Central está segurando as taxas de juros, o que é importante para a economia crescer, o empresariado nacional está investindo no Brasil, e principalmente há o ganho real do salário. Está provado que salário não gera inflação, distribui riqueza. O ganho real do salário do trabalhador é o principal motivo para o crescimento da geração de empregos”, disse Lupi, segundo a Agência Brasil.

De acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o resultado supera em 0,86% o registrado em julho, quando 181 mil novos empregos foram criados. No oitavo mês do ano, 1,74 milhão trabalhadores foram admitidos, enquanto 1,44 milhão demitidos.

PUBLICIDADE

Futuro
Lupi disse ainda que espera para os próximos meses recordes na geração de empregos. “Acredito que nós vamos ter setembro, outubro e novembro fortes na geração de empregos com saldos recordes”.

A meta para o ano é que sejam criados 2,5 milhões de postos de trabalho.