Fusão do Pão de Açúcar com Carrefour afeta trabalhador e consumidor, diz sindicato

Para o presidente da Força Sindical, pode haver redução de postos de trabalho e concentração de preços no setor varejista

SÃO PAULO – A fusão entre Pão de Açúcar e Carrefour está preocupando os representantes dos trabalhadores. Em nota, a Força Sindical afirmou que é possível que vagas de trabalho sejam fechadas e que haja uma concentração do segmento, prejudicando os consumidores.

Para o sindicato, com a fusão, em alguns locais haverá sobreposição de lojas, o que pode resultar em demissões. “É importante que as partes envolvidas abram negociação com as entidades representativas dos trabalhadores para evitar desemprego nesse importante setor econômico”, afirmou o sindicato.

Outra preocupação da Força é com relação a uma possível formação de monopólio de preços. “A união das empresas criará uma gigante que dominará praticamente um terço do varejo supermercadista brasileiro. Claro indício de que haverá concentração, gerando potencial anticompetitivo”.

PUBLICIDADE

Para evitar prejuízos aos consumidores, o sindicato informou que alertará o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), para que sejam adotadas regras claras para o setor varejista.

Impactos negativos
Os órgãos de defesa do consumidor também não veem a fusão entre os dois grupos com bons olhos. Para a ProTeste – Associação dos Consumidores, o consumidor terá menos opções e, com isso, correrá o risco de encontrar produtos mais caros.

Para o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), de fato, pode ocorrer certa concentração. Contudo, em um cenário otimista, é possível que os preços caiam, pois o varejo poderia forçar os preços para baixo junto a seus fornecedores e a indústria, repassando a baixa para o consumidor.