Estudar Fora

Fundação alemã oferece bolsas de estudo para brasileiros em pesquisas climáticas

Os selecionados vão receber mais de 2.000 euros por mês para estudar e viver na Alemanha, além de uma ajuda de custo adicional para desenvolver projetos

SÃO PAULO – A Fundação Alexander von Humboldt está com inscrições abertas para o International Climate Protection Fellowship Programme. O programa oferece até 20 bolsas de estudo por ano para profissionais de países em desenvolvimento – incluindo o Brasil – que desejem realizar pesquisas climáticas na Alemanha. As inscrições vão até 1º de março de 2020.

O programa tem duração de um ano, com início em março de 2021. São contemplados estudos em diversas áreas, incluindo os aspectos jurídicos, econômicos, sociais e de saúde relacionados à crise climática. Os selecionados receberão entre 2.170 e 2.670 euros por mês para viver na Alemanha, além de ajuda de custo para viagens e para o desenvolvimento de seus projetos. Está previsto também um auxílio extra para participantes que forem acompanhados do esposo(a) e filhos.

Os selecionados terão a oportunidade de fazer contato com outros profissionais da área de meio ambiente e com empresas e participar de eventos culturais na Alemanha. As bolsas para pesquisas climáticas incluem também um curso intensivo (opcional) de dois meses de alemão antes do início do programa. O objetivo, segundo a Fundação Alexander von Humboldt, é que o bolsista adquira não só conhecimento prático sobre proteção do meio ambiente, mas também experiência com gestão.

Como se candidatar às bolsas para pesquisas climáticas

Para concorrer, é preciso ter concluído a graduação nos últimos 12 anos; ter pelo menos 4 anos de experiência profissional com meio ambiente e mudanças climáticas (ou então um doutorado nessa área); demonstrar potencial de liderança; bons conhecimentos de inglês ou alemão (comprovado por certificados de proficiência). Também é necessário que o candidato nomeie duas pessoas que possam escrever cartas de recomendação para ele.

Como parte do processo, será necessário apontar um profissional empregado em uma organização alemã (pública ou privada) para ser o “host” do bolsista. Essa pessoa deverá apoiar sua candidatura por escrito, e deve ser capaz de oferecer mentoria ao bolsista com respeito à sua linha de pesquisa pretendida. Na página de perguntas frequentes do programa há uma série de links que ajudam os candidatos a encontrar potenciais “hosts”.

Além disso, será necessário enviar diplomas e histórico acadêmico, carta de motivação, projeto de pesquisa e certificados de proficiência em inglês ou alemão. As inscrições vão até 1 de março de 2020. Em setembro de 2020, serão realizadas entrevistas com os candidatos finalistas. Os bolsistas escolhidos poderão começar a estudar alemão em janeiro de 2021, com a bolsa se iniciando a partir de março de 2021.

Invista seu dinheiro com quem conhece do assunto. Abra sua conta na XP Investimentos – é grátis

 

 

PUBLICIDADE