Funcionários de empresas aéreas podem entrar em greve na véspera do Natal

As negociações salariais não avançaram no encontro entre os representantes dos empregados e das empresas aéreas

SÃO PAULO – A Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil) vai propor uma paralisação nos dias 23 e 24 de dezembro aos funcionários de empresas aéreas em alguns estados do País.

Segundo a Agência Brasil, a informação foi divulgada na quarta-feira (2) pelo presidente da federação, Celso Klafke, depois de uma reunião com o Snea (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias), no Rio de Janeiro.

De acordo com Klafke, as negociações salariais não apresentaram avanço no encontro entre os representantes dos empregados e das empresas aéreas. Isso porque o sindicato insistiu no reajuste salarial pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e os empregados defendem um aumento de 10%.

PUBLICIDADE

A Fentac rejeitou a proposta do Snea e agora defende a paralisação nos dois dias que antecedem o Natal. Porém, a proposta da Federação precisa ser aprovada nas assembleias que serão realizadas em diversos estados.

“É um momento de maior intensidade do setor aéreo, por ser véspera de Natal. E isso vai deixar muito clara a importância do setor aéreo, que não está sendo considerada”, disse o presidente da Fentac.

Negociações

De acordo com o diretor administrativo-financeiro do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias, Artuto Spadale, as empresas aéreas cederam em parte aos pedidos dos funcionários e ampliaram a proposta de 4% (valor estimado do INPC) para 4,5% de aumento.

Além disso, o diretor da Snea disse não acreditar que os funcionários vão decidir parar na véspera de Natal, porque, até agora, não demostraram insatisfação.