Funcionário que vira sócio deve tomar cuidado com comportamento

Depois de comprada uma parte da empresa, você deve dar exemplo aos funcionários para que cuidem de seu patrimônio

SÃO PAULO – Depois de trabalhar durante anos na mesma empresa, e de arrecadar certa quantia para compra de uma parte dela, você se torna sócio. Isso significa que, mesmo tendo permanecendo na função de líder e com suas atividades diárias, agora você é dono.

Diante desta situação, é preciso rever seu comportamento. Afinal, os donos devem cuidar muito mais de seu patrimônio e servir de exemplo para os funcionários. Você está preparado para isso?

Reveja seus conceitos

É claro que você conhece bem a empresa, já que trabalha nela há anos. Mas existem segredos da empresa que somente os donos sabem, seja sobre sua história, seja sobre a situação em que se encontra. Antes mesmo de ser sócio, você deve saber isso em detalhes, ou poderá entrar em um barco que está afundando.

PUBLICIDADE

Os conceitos – e preconceitos – sobre os processos de produção ou sobre as equipes da empresa devem ser revistos. Será que você estava certo sobre o novo produto que será lançado? Pense agora como dono!

Cuidado com os funcionários

Eles podem pensar que você mudou de lado: agora é como um espião e dirá tudo o que fazem para os donos da empresa. O que você deve fazer, neste caso, é ganhar a confiança deles. Marque uma reunião logo que tudo estiver acertado.

Não deixe que o fato de ser sócio faça com que as pessoas o “bajulem”. Saiba diferenciar as pessoas que sempre o apoiaram.

A relação com os demais colegas de trabalho não deve mudar. Cuidado com aqueles que também estão há anos na empresa: não é somente porque você é dono agora que saberá mais do que eles. Seja humilde, converse com todos e esteja acessível.