MERCADOS AO VIVO EUA criam 307 mil vagas no setor privado em novembro, abaixo do esperado, mostra relatório ADP

EUA criam 307 mil vagas no setor privado em novembro, abaixo do esperado, mostra relatório ADP

ex-bilionário

Forbes cita Eike Batista em lista dos maiores desastres de carreira em 2013

Apenas neste ano, o empresário deixou de ser bilionário e viu a OGX entrar com pedido de recuperação judicial

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O site da revista americana Forbes citou o empresário Eike Batista na lista dos grandes desastres em carreiras ocorridos ao longo de 2013. O empresário, que já foi o homem mais rico do Brasil e um dos mais ricos do mundo, deixou de ser bilionário este a ano e ficou na 7ª posição entre 20 personalidades dos negócios, da política, esporte e entretenimento que tiveram um ano desastroso.

Com uma fortuna pessoal dizimada pela queda dos preços das ações de suas empresas, sobretudo a petrolífera OGX, que entrou com pedido de recuperação judicial no fim de outubro, o patrimônio de Batista passou de US$ 30 bilhões, estimado pela Forbes, para menos de US$ 1 bilhão.

A publicação ressalta que o foco da lista não é indicar o fim de uma carreira, mas mostrar os maiores deslizes deste ano.

Aprenda a investir na bolsa

Outro grande desastre profissional citado pela Forbes é do CEO da JC Penney, Ron Johnson, que conquistou o cargo em 2011 e foi encarregado de reinventar a imagem da rede de varejo. Sua liderança, no entanto, fez as ações da empresa caírem, o que resultou em sua demissão em 8 de abril deste ano, substituído pelo antecessor, Myron Ullman. “ A reformulação desastrosa de Johnson custou à empresa US$ 1 bilhão”, lembrou a Forbes.

Na lista das piores gafes ainda aparecem, entre outros, o ex-prefeito de San Diego, Bob Filner, que recebeu uma avalanche de acusações de assédio sexual este ano e se demitiu com apenas nove meses de um mandato de quatro anos; e Rob Ford, prefeito de Toronto, que foi citado após ser filmado fumando crack, no final de outubro.