Foi promovido? Veja como não deixar o sucesso escapar

Promoção não significa necessariamente que você vai trabalhar feito louco, mas que terá, sem sombra de dúvidas, mais responsabilidades

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A promoção é sempre um motivo para comemorar. Afinal, batalha-se tanto por ela! Mas engana-se quem pensa que, depois de tanto trabalho, as coisas serão mais fáceis.

“Promoção não significa necessariamente que você vai trabalhar feito louco, mas que terá, sem sombra de dúvidas, mais responsabilidades. No início, poderá enfrentar alguma turbulência, pois mudanças sempre causam desconforto. Mas, com esforço e dedicação, você conseguirá recolocar o barco no rumo certo”, avalia o gerente de comunicação do Grupo Soma, Paulo Ishimaru.

Além disso, a promoção não pode ser vista como a vitória final, e sim como mais um degrau diante de tantos outros a serem galgados. “A promoção nada mais é do que o resultado de um excelente trabalho. Mas uma promoção significa apenas um degrau na carreira profissional, que deverá ser novamente superado por meio de muito trabalho”, explica o sócio da empresa de recrutamento MindSearch, Alan Grange.

O que a empresa espera

Aprenda a investir na bolsa

Ishimaru explica que, “quanto mais você sobe dentro de uma empresa, mais ela espera de você”. Para ele, se o profissional foi promovido, significa que tem competência para tal. “Com certeza, você pode agregar valor à organização. Por isso, terá que começar a pensar mais estrategicamente e aprender a ter visão geral do negócio. Além disso, será responsável pelo desenvolvimento e pelo sucesso profissional de sua equipe e, conseqüentemente, de sua empresa”.

Grange concorda. “Caso a nova posição conquistada seja uma posição estratégica dentro do organograma da companhia, o profissional terá que atuar cada vez mais no desenvolvimento da estratégia do negócio, delegando as atividades operacionais para seus subordinados”, sublinha.

Saber delegar, aliás, é essencial para um líder, que precisa identificar o potencial de cada colaborador para ter o retorno esperado pela organização. No entanto, não se deve esquecer que também é função de um líder manter sua equipe motivada.

Mais responsabilidade significa mais estresse?

Na opinião de Grange, ser promovido não significa necessariamente ter que lidar com uma carga maior de estresse, mas sim de responsabilidades. “O mais importante é saber levar esse aumento de responsabilidades e estar ciente de que, normalmente, um profissional é promovido justamente por estar apto a assumir um desafio maior do que o que enfrenta atualmente”.

Para Ishimaru, é muito importante manter o equilíbrio emocional, entender as expectativas de seu grupo de liderados, ser sincero e transparente quanto às suas expectativas e estabelecer cumplicidade. Ou seja, o novo líder deve defender e lutar por seus liderados. Assim, eles também lutarão por seu sucesso”, garante.

É preciso ainda ter em mente que autoridade não é algo que pode ser implantado, e sim conquistado. “Essa conquista se dá por meio do respeito e dos bons exemplos. Isso ocorre naturalmente quando há uma boa gestão”, diz o sócio da MindSearch.

PUBLICIDADE

Com a promoção, até a forma de comunicar-se precisa mudar. Isso porque a comunicação é um processo vital na construção da credibilidade do líder. Pensando nisso, o gerente do Grupo Soma elaborou algumas regras infalíveis:

  • Substitua o “eu” e o “meu” por “nós” e “nosso”;
  • Substitua a imposição pela negociação;
  • Coloque suas propostas com clareza e tenha sempre a certeza de que sua equipe entendeu o que foi proposto.

O feedback e os conselheiros

A vida toda, o profissional que almeja o sucesso deve procurar conselheiros dentro e fora da organização. “É interessante que todos conheçam alguns profissionais, geralmente bem-sucedidos, que sirvam de referência em sua carreira e nos quais eles possam se espelhar. Com o passar do tempo e da carreira, é natural que essas referências mudem, especialmente em função do crescimento hierárquico”, explica Grange.

O que poucos sabem é que um líder pode ter como conselheiros seus próprios subordinados. Explica-se: para um crescimento constante na carreira, é fundamental pedir feedback de pares e liderados. “As pessoas com quem se trabalha diretamente podem dar uma opinião mais consistente com relação ao seu desempenho, já que estão em contato direto e diário com você”.

“O fato de você ser chefe não quer dizer que sabe tudo, nem que tenha que ser arrogante. Ao contrário, seja humilde, estabeleça uma relação de confiança com sua equipe e tenha a saudável prática de trocar experiências. Você vai se surpreender!”, finaliza Ishimaru.