AO VIVO Saiba quando entrar e sair das operações na Bolsa

Saiba quando entrar e sair das operações na Bolsa

Final de ano: cuidados na hora das compras evitam prejuízos

No final do ano, aumentam os golpes contra consumidores distraídos. Veja dicas para não se expor às fraudes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Chega o final de ano e as pessoas vão às ruas ou para gastar o 13º salário recebido ou para quitar as dívidas. O comércio fica agitado, principalmente, com a chegada do Natal, quando as compras dos presentes atrai maior número de consumidores, inclusive nas ruas de comércio popular.

No entanto, o consumidor deve tomar muito cuidado nesta época. Os golpistas estão em alerta àqueles que andam com a carteira cheia ou que vão sacar dinheiro nos caixas eletrônicos. Cientes de que as pessoas saem às ruas para gastar, eles se preparam para roubar carros, bolsas e carteiras.

Por isso, todo cuidado é pouco, para que o passeio que seria para gastar somente em presentes não se torne um prejuízo maior do que o esperado. Para quem opta pelo comércio popular, os preços atrativos atraem muitas pessoas, o que torna o ambiente propício para os golpistas.

Nas ruas da cidade

Aprenda a investir na bolsa

Evite andar sozinho, pois os ladrões se intimidam quando precisam agir diante de duas ou mais pessoas. Além disso, procure ir a lojas em locais movimentados e realizar suas compras durante o dia. Antecipe-se ao perigo e previna-se.

Ao caminhar pelas ruas, fique perto das calçadas e atravesse se sentir a presença de qualquer pessoa estranha ou de alguém lhe seguindo. Caso sinta a aproximação de alguém, entre em alguma loja e finja interesse por algum produto. Só saia quando se sentir seguro.

Mesmo que os presentes de Natal sejam muitos, evite carregar muitos pacotes. Ao invés disso, prefira voltar ao local de compras mais de uma vez, o que pode ser bom para a pesquisa de preços. Caso seja imprescindível, guarde o dinheiro em lugar discreto.

Responsáveis pela maior parte das compras do final do ano das famílias, as mulheres se tornam alvos de golpistas, por isso devem redobrar os cuidados. Nas ruas, devem segurar as bolsas com firmeza entre o braço e o corpo, sempre mantendo-as fechadas.

Ao tirar o dinheiro

O cartão e a senha não podem ser guardados no mesmo lugar. Quando for retirar dinheiro, não aceite ajuda de estranhos nem acredite em histórias de tragédia familiar. Caso desconfie que alguém está se passando por funcionário, comunique a agência.

Exija que as pessoas nas filas respeitem o limite de distância quando você for retirar o dinheiro, coloque o corpo junto à máquina quando digitar a senha e alerte a aproximação de estranhos.

PUBLICIDADE

Retire o dinheiro em locais seguros e movimentados, de preferência durante o dia. Tome cuidado com esbarrões acidentais. Quando for pagar nas lojas, acompanhe as transações com o cartão.

Quando comprar

Não compre produtos que são ditos estrangeiros, mas que não contêm nenhuma indicação de legalização de importação. Você estará pagando mais caro por um produto nacional. Quando forem bebidas, a situação é ainda mais perigosa, já que podem ser prejudiciais à saúde.

Caso você queira usar seu 13º salário para comprar a casa própria, vá atrás de imobiliárias, o que é mais confiável. Os profissionais sérios que comercializam terrenos ou imóveis não ligam para os compradores. Eles esperam que você busque pelo produto.

Ao fazer negócios, prefira as pessoas já conhecidas. Em caso de consórcios, não acredite em todas as promessas do vendedor; exija tudo por escrito. Negócios muito vantajosos que surgem de uma hora para a outra podem ser o “conto do vigário”.

Outras dicas

Caso vá de carro para as compras, o cuidado deve ser redobrado. Somente pare em lugares seguros, como ruas movimentadas e em estacionamentos. Ao estacionar, feche os vidros e as travas e leve todos os objetos valiosos do interior, bem como o rádio.

Quando estiver em movimento, procure andar de janela fechada e com o automóvel trancado. Ande somente com as cópias dos documentos dos carros.

Nas compras realizadas pela internet, cuidados com o site em que realizará a transação. Opte pelos mais conhecidos e instale um antivírus antes de clicar em qualquer endereço.

Além disso, guarde todas as evidências de que você pagou pela compra. Lembre-se que, em caso de problemas, os órgãos de defesa do consumidor estão disponíveis para reclamações e orientações.

PUBLICIDADE

Com informações da Polícia Civil do Estado de São Paulo.