Fiesp: Atividade industrial de São Paulo cai em maio, mas continua positiva em 2008

Entre os setores analisados, destaque negativo fica com o segmento de Alimentos e Bebidas e o positivo com Papel e Celulose

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O INA (Indicador do Nível de Atividade), que mede o desempenho da indústria paulista, registrou queda de 2,4% em maio frente a abril, considerados ajustes sazonais, segundo dados divulgados pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) nesta quinta-feira (26).

Sem os devidos ajustes, o indicador teve avanço de 2,1% na comparação mensal. Em relação ao mesmo mês em 2007, o INA trouxe alta de 3,9%. No acumulado de 2008, o índice avançou 8,3%.

O nível de utilização da capacidade instalada da indústria de transformação paulista, com ajuste sazonal, também apresentou ligeira desaceleração: o indicador ficou em 83,1% no mês de maio, contra 83,4% em abril.

Por setor

Aprenda a investir na bolsa

O destaque negativo ficou com Alimentos e Bebidas, com retração de 0,5%. Na comparação com maio do ano passado, a redução chega a 3,4%. Segundo o Depecon (Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos), o setor dá sinais claros de queda na atividade, em decorrência de aumento de preços que, por conseqüência, reduz a demanda.

Por outro lado, os segmentos Celulose, Papel e Produtos de Papel e de Máquinas e Equipamentos apresentaram excelentes resultados. Destacando-se entre os citados, Celulose e Papel tiveram um crescimento de 2,6% sobre abril (na série com ajuste sazonal), apresentando um crescimento vigoroso.

Por fim, apesar do resultado negativo de 3,5% em maio quando comparado com abril, o setor de Máquinas e Equipamentos está muito bem, o que pode ser corroborado por outros indicadores. No primeiro trimestre, o segmento registrou expansão de 11,6%, e no acumulado de 12 meses, a alta foi de 14,3%.