RADAR INFOMONEY Como discursos de Bolsonaro e Trump na Assembleia Geral da ONU impactaram as bolsas? Assista ao programa desta terça

Como discursos de Bolsonaro e Trump na Assembleia Geral da ONU impactaram as bolsas? Assista ao programa desta terça

Fenômeno: por que empresas estão contratando aposentados?

Certamente, não é porque eles não pagam mais INSS nem porque trata-se de uma mão-de-obra mais barata

SÃO PAULO – Emprego e velhice são consideradas realidades opostas na sociedade pós Revolução Industrial, ou, ao menos, dificilmente compatíveis. Trabalho, no significado moderno, é coisa para jovens e adultos.

“Adulto? Mas, com 35 anos, você já é considerado velho diante do mercado de trabalho. Jovem? Quais jovens, já que as empresas querem recém-formados com experiência? Quem trabalhará neste País?”, questiona a diretora da Faculdade Aberta para a Maturidade Ativa e presidente da AUFATI (Associação das Faculdades Abertas para Terceira Idade), Cristina Fogaça.

No entanto…

Recentemente, aposentados passaram a ser a aposta da vez. A falta de profissionais aptos a lidar com um mercado cada vez mais veloz, competitivo e exigente, com relação às competências técnicas e comportamentais, está levando as empresas a rever a relação com profissionais já aposentados, segundo pesquisa realizada pela DBM, consultoria especializada em capital humano.

PUBLICIDADE

Foram entrevistados, no primeiro semestre deste ano, 179 profissionais de recursos humanos, de empresas de todos os portes. Entre eles, 33 tiveram que trazer de volta profissionais aposentados, para fazer frente ao apagão de talentos com o qual lidavam.

Em cinco desses casos, os executivos contratados novamente retornaram para assumir posições estratégicas, no conselho administrativo ou no alto escalão da empresa. Nos demais casos registrados, os aposentados retornaram para posições operacionais, para as quais não se encontrava profissionais com a mesma expertise.

“A motivação para isso é a falta de talentos – que, ao pressionar o mercado, contribui para a mudança de percepção [dos gestores de RH]“, afirma o consultor da DBM e um dos responsáveis pela análise dos dados, Pedro Frascino.

A voz da experiência

Na opinião de Cristina, o motivo para as empresas recontratarem os idosos não é o fato de eles não pagarem mais INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) nem porque trata-se de uma mão-de-obra mais barata. Pelo contrário, pode ser mais cara.

Mas, então, por qual motivo aposentados estão sendo resgatados? “Esses dias, assistindo à televisão, vi que uma estatal está chamando seus aposentados por falta de mão-de-obra especializada. E os aposentados serão encarregados de ensinar os recém-formados a fazer o que só o tempo ensinaram a eles”, conclui ela.