MERCADOS AO VIVO Índice Dow Jones ultrapassa os 30 mil pontos pela primeira vez na história

Índice Dow Jones ultrapassa os 30 mil pontos pela primeira vez na história

Greve

Fenaban e bancários negociarão novamente na quinta-feira

Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região espera que a Federação apresente uma proposta que possa ser aceita pelos grevistas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após mais de 20 dias de greve, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) chamou novamente os bancários para retomar as negociações e prever o fim da paralisação nacional dos bancos. A reunião está marcada para acontecer na quinta-feira (10) às 10 horas, em São Paulo.

A presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, Juvandia Moreira, afirmou que os bancários esperam que a Federação apresente uma proposta que possa ser aceita pelos grevistas.

“Os bancos são um dos setores mais lucrativos do País e podem melhorar o que apresentaram aos trabalhadores. Já sabem que sem aumento real maior, valorização do piso, dos vales, da PLR (Participação de Lucros e Resultados) e melhoria nas condições de trabalho, a campanha não se encerra.”

Aprenda a investir na bolsa

Na última sexta-feira (4), Fenaban apresentou proposta de reajuste salarial de 7,1% e 7,5% de reajuste no piso. A proposta não alterava o modelo da PLR, mas reajusta em 10% a parte fixa e o teto da parcela adicional, sem alteração nos percentuais do lucro líquido distribuído. A proposta foi rejeitada por assembleias de bancários em todo o país.

As revindicações dos bancários é de reajuste salarial de 11,93%, o piso salarial no valor de R$ 2.860,21 e a PLR (três salários base mais parcela adicional fixa de R$5.553,15). Eles também pedem a valorização dos vales refeição e alimentação (um salário mínimo, R$ 678,00) e melhores condições de trabalho, com o fim das metas individuais e abusivas.