Pesquisa

Felicidade no trabalho: quem são os profissionais mais felizes e qual sua área

O levantamento foi feito pela consultoria Robert Half em parceria com a Happiness Works

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um levantamento da consultoria Robert Half em parceria com a Happiness Works aponta que o campo de atuação que tem os profissionais mais felizes é o de marketing e do setor criativo. Para o estudo, foram entrevistados mais de 23 mil profissionais de oito países diferentes, que, juntos, conquistaram uma média de felicidade de 70 pontos em uma escala de 0 a 100.

Outros apontamentos da pesquisa são, por exemplo, que o cargo de executivo sênior é o mais feliz entre os entrevistados; também são mais felizes os funcionários que possuem entre 18 e 34 anos – embora os que mais se interessem por seus trabalhos tenham mais de 55, em média.

“A felicidade do colaborador deve ser uma das prioridades organizacionais. É claro que você não pode obrigar um profissional a ser feliz no trabalho, mas é possível criar condições que promovam e fortaleçam a positividade”, ressalta Saulo Ferreira, gerente de recrutamento da Robert Half, reforçando também que o sucesso da empresa está diretamente ligado ao engajamento dos trabalhadores.

PUBLICIDADE

Confira a seguir quais são os demais resultados da pesquisa:

Item avaliadoResultado
Campo de atuação mais felizMarketing e setor criativo
Período mais felizMenos de um ano na companhia e/ou entre seis meses e 10 anos de trabalho
Cargo mais felizExecutivo sênior
Tamanho da empresa mais feliz Menos de 10 colaboradores
Idade mais felizEntre 18 e 34 anos
Principal gerador de felicidade para homens Orgulho da organização
Principal gerador de felicidade para mulheres Ser tratada com igualdade e respeito
Pensamento de muitos dos gestores“Eu faço o que posso para ter certeza de que meus colaboradores estão felizes. Mas, eu tenho muito trabalho a fazer e o que me importa agora são os resultados”
Colabores mais interessados em seus trabalhos Acima de 55 anos