Feiras: eventos podem contribuir para atualização profissional

Feiras oferecem informações sobre produtos e os acontecimentos do mercado em que você atua, aproveite!

SÃO PAULO – Quem já está há mais tempo no mercado de trabalho sabe que, enquanto os anos passam, as coisas mudam e é preciso sempre se atualizar. Isso porque quem não adere às novas tecnologias, ou produtos, acaba por ser excluído do mercado de trabalho.

É por isso que buscar por cursos e palestras pode ser uma boa opção, mas muitas vezes o investimento para este tipo de aprendizado é muito grande. Outra alternativa mais acessível e que pode ajudar os profissionais são as Feiras de Eventos. Veja abaixo as vantagens de freqüentá-las.

Atualização

Uma cabeleireira, um designer gráfico e um dentista. O que estes profissionais têm em comum, as pessoas não sabem. A resposta é simples: se eles forem formados há muito tempo, independente da carreira, precisam de atualização.

PUBLICIDADE

Nada melhor para isso do que um lugar que reúna o que há de mais novo no mercado. Produtos expostos com pessoas dispostas a explicar sua funcionalidade e negociar preços. As feiras oferecem tudo isso democraticamente, com diversos stands montados em seqüência, com produtos e serviços que você pode utilizar no seu dia-a-dia.

Informação

Além destes stands, nas feiras são realizadas diversas palestras, o que é bom para os participantes, porque várias discussões surgem nelas. Para quem quer ficar informado sobre o mercado em que atua, esta é uma forma dinâmica de fazê-lo.

Não é só porque você é formado há muito tempo que deve somente passar conhecimento. Sentar numa cadeira durante horas e absorver o que um profissional do mesmo ramo que você tem a dizer pode ser bastante vantajoso.

Custos

As feiras acontecem em lugares bastante amplos e seus preços variam. A quantidade de informação cedida por elas vale o preço pago pela entrada no local. São em média R$ 30 gastos para visitar os locais durante três dias, preço não encontrado em um congresso ou curso.

Além deste valor, o interessado ainda paga o que consumir com alimentação (R$ 15) mais o transporte para ir ao local, que varia para quem utiliza carros particulares – calcule uma média de R$ 20 para gasolina e de R$ 10 com estacionamento – ou transporte público – some passagens de ida e volta de metrô de R$ 4 e de ônibus de R$ 4.

No total, o participante pagará por um dia de visitas, R$ 53 se for de ônibus e R$ 85 se resolver ir de carro, valores menores do que cursos especializados em atualização profissional.