AO VIVO Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Feiras contratam jovens para trabalhar no exterior: veja dicas de como se portar!

Nestes eventos, empregadores já selecionam candidatos: vista-se formalmente e confira se seu idioma está afiado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com a finalidade de reforçar o quadro de funcionários para a alta temporada, empresários de outros países vêm ao Brasil em busca de jovens. Donos de pistas de esqui, por exemplo, procuram, já nesta época do ano, instrutores, recepcionistas e outros profissionais.

Por meio de agências de intercâmbio, eles marcam entrevistas com os candidatos brasileiros. Para aumentar as chances de ser contratado, de acordo com a diretora-regional da Intercultural Cursos no Exterior, Flávia Rizzo, é fundamental que, no encontro com o empregador, o jovem esteja bem vestido. “Não precisa, necessariamente, estar de social, mas não use boné nem mochila”, afirmou.

Outra dica bastante importante é saber falar a língua do empregador, e com fluência. “Algumas vagas exigem nível mais baixo, mas outras querem fluência no idioma”, disse. Para ajudar os candidatos nesta questão, Flávia afirmou que as agência de intercâmbio já selecionam aqueles com melhor comunicação na outra língua.

Aprenda a investir na bolsa

Para ficar mais tranquilo no momento da entrevista, ela indica que os candidatos cheguem com meia hora de antecedência. Sobre a conversa com o empregador, ela disse que é como as realizadas numa entrevista de emprego aqui no Brasil.

Oportunidades

Um exemplo de evento que seleciona candidatos é o Ski Job Fair, que está na décima edição. Ele acontece em 22 de julho e selecionará 300 jovens universitários, com inglês intermediário, para trabalharem, durante as férias, em cassinos, hotéis, estações de esqui e outros. As vagas vão de caixa, vendedor, cozinheiro a instrutor.

Os participantes trabalham, em média, de 35 a 40 horas por semana e os salários variam de US$ 6 a US$ 12 a hora. As atividades podem render ao final de cada mês de US$ 800 a US$ 1.600. O investimento do participante é de R$ 4.199, que inclui passagem (ida e volta), seguro saúde e acidentes, traslado e outros.

Outra feira que acontece no Brasil é a H2B, em 12 de julho, com mais de 20 empresas contratando. Durante a feira, serão recrutadas mais de 300 pessoas entre 18 e 35 anos, com inglês intermediário, mas que não precisam ser necessariamente universitários. A taxa de entrevista e seleção é de R$ 799. O valor do programa, de R$ 2,6 mil.

“É cada vez maior a procura, por parte das empresas americanas, de jovens brasileiros para trabalhar em período de férias nos Estados Unidos. O brasileiro tem exatamente o perfil que eles procuram: comunicativo, habilidade para resolver problemas, o famoso jogo de cintura e estão sempre dispostos a colaborar”, diz Flávia.

Experiência

De acordo com ela, a experiência é positiva porque o jovem renova seus conceitos e aprende a viver com responsabilidade e independência. Além disso, recicla o inglês!

PUBLICIDADE