FAT fecha 2011 com superávit de R$ 572,9 milhões

Receitas foram de R$ 48,8 bilhões e patrimônio alcança 185,2 bilhões

SÃO PAULO – O resultado financeiro do FAT no último ano foi superavitário em R$ 572,9 milhões e atingiu um patrimônio de R$ 185,2 bilhões – alta de 8,5% frente a 2010. O crescimento foi ocasionado pelas contribuições das empresas, que subiram 26,9% na passagem de 2010 para 2011, segundo o MTE (MInistério do Trabalho e Emprego).

“O aumento das contrubuições do PIS/PASEP pelas companhias passou de R$ 28,7 bilhões em 2010 para R$ 36,5 bilhões no ano passado”, informa o ministério em nota.

Além disso, os dados apontam ainda que o FAT repassou ao BNDES cerca de R$ 13.5 bilhões no ano.

PUBLICIDADE

Abono salarial
Quanto aos números do abono salarial, o FAT revela que mais de 19 milhões de trabalhadores sacaram o benefício, o que representa um alcance de 93,8% dos identificados e de 7,7 milhões de pessoas que receberam o seguro-desemprego no ano passado.

Segundo os dados divulgados nesta terça-feira (29), ao todo foram aplicados R$ 23,7 bilhões no pagamento do seguro-desemprego e R$ 10,3 bilhões em abono salarial.

“As despesas do FAT no ano totalizaram R$ 34,7 bilhões, um aumento de 16,7%, contra uma arrecadação de R$ 48,8 bilhões – valor 19,3% maior que o de 2010”, diz o MTE.

Com isso, o resultado econômico gerado foi de R$ 14,09 bilhões, percentual 26,1% maior que o ano anterior.